Projeto GNOME afirma NÃO ser um projeto GNU

Let's also clarify that here. GNOME is NOT a GNU project.
Projeto GNOME afirma NÃO ser um projeto GNU

    Apesar da minha paixão pelo KDE, o Gnome (assim como o Debian) é a interface Gráfica mais utilizada no Linux; porém não de forma pura, mas unindo seus derivados como do PopOS, do EndlessOS, o antigo Unity do Ubuntu, a versão do Deepin Linux e muito mais. Eu gostava da antiga versão do Gnome que utilizávamos em versão como o Fedora 6, Fedora 9 e assim por diante. Quando o Debian migrou para o Gnome 3 eu acabei perdendo interesse devido o Gnome ter mudado radicalmente. Ainda assim há coisas que eu gosto no Gnome como abraçar tecnologias de forma mais rápida como o Wayland, flatpak, capabilities e o systemd.

    Porém algo que me chamou atenção (e até me surpreendeu) foi que no dia 14 de abril o projeto Gnome postou eu seu Twitter a seguinte frase:
Vamos também esclarecer isso aqui. GNOME NÃO é um projeto GNU.

Let's also clarify that here. GNOME is NOT a GNU project.
Vamos também esclarecer isso aqui. GNOME NÃO é um projeto GNU.

    Eu confesso que fiquei surpreso pois sempre acreditei que fosse baseado no argumento de que o Gnome é construído sobre o GTK (como se o fato de utilizar uma ferramenta tornasse um projeto propriedade do outro...). Mas até aí tudo bem, a questão é que entre apoiadores e criticos, foi uma discussão gigantesca que rendeu assunto. Bom, treta é o que não faltou (já que os defensores ferrenhos da "liberdade" acham que qualquer um que não apoia as suas "ideologias" são radicais e subversivos e não adianta argumentar, eles sempre vão querer arrumar defeitos para argumentos. Velho argumento: Acuse os adversários do que você faz e chame-os do que você é).

    Um comentário interessante foi do Gerente de Engenharia da Red Hat Alberto Ruiz e que também já trabalhou em empresas como Canonical, Codethink, Sun Microsystems que, quando mencionado que o Gnome está listado no projeto GNU e que deveriam pedir para removê-los da lista, Alberto afirmou que já haviam pedido por muitas vezes e que o projeto GNU se recura a remover. (essa eu devo ao Renato do canal FastOS até pela paciência dele de filtrar tanto as coisas).


    Outro comentário que gostaria de mencionar foi esse aqui questionando se a história sobre o termo gnu/Linux precisa ser reescrita.


    A questão é que a história ela nunca foi realmente escrita, ela foi unicamente contada por apenas um lado (pelo GNU para se promover).
    Por conta de dizer a verdade e da minha série intitulada Muito além do GNU, até hoje há muitos afirmando que "eu odeio GNU"... Eu vou voltar a repetir o que eu já disse. O nome da série é MUITO ALÉM DO GNU e não eu odeio GNU; o que eu mostro é como o mundo open source é muito mais amplo do que o projeto GNU tem a oferecer (e muitas vezes melhor). O problema dos que afirmam isso é que eles só enxergam o que eles querem, se tornaram escravos disso (fato estranho para os que defendem a "liberdade"). Agora, se me acham radical por conta de Muito além do GNU, então fiquem com o comentário abaixo e divirtam-se (ou chorem, que é o que sabem fazer de melhor).


    Estou percebendo que em breve vamos ver o mesmo cenário se repetir com GTK, o Gimp, o wget, o patch, o ncurses e muitos outros já que o projeto GNU gosta de brincar de senhor feudal no mundo do software ("liberdade"...).

Comente com o Facebook:

Um comentário:

Viu algum erro e quer compartilhar seu conhecimento? então comente aí.

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

Marcadores

A pior história sobre Linux que já ouvi (5) A.I (1) ambiente gráfico (19) AMD (14) analise (10) Andriod (16) android (7) Apple (1) arm (4) artigo (5) aws (1) bc (23) benchmark (6) BetrFS (1) blackhat (1) BSDs (29) btrfs (32) bugs (2) Caixa de Ferramentas do UNIX (19) canto do Diego Lins (2) certificações Linux (7) Código Fonte (54) comandos (30) comp (1) compressores (5) container (7) CPU (19) cracker (1) criptografia (5) crowdfunding (9) cursos (24) daemons (13) Debian (31) desempenho (1) desenvolvimento (90) desktop (19) DevOps (3) DevSecOps (4) dic (1) Dica de leitura (90) dica DLins (2) dicas do Flávio (27) Dicas TechWarn (1) diet libc (3) diocast (1) dioliunx (3) distribuições Linux (14) Docker (12) DragonflyBSD (22) driver (1) ead Diolinux (2) edição de vídeo (5) embarcados (1) EMMI Linux (4) emuladores (9) endless (5) English interview (3) Enless OS (2) entrevista (17) espaço aberto (82) evento (6) facebook (1) Fedora (10) filesystem (82) financiamento coletivo (2) fork (4) fox n forests (4) FreeBSD (20) Funtoo Linux (13) games (93) gerenciadores de pacotes (4) glaucus (2) GOG (3) google (8) gpu (3) hacker (2) hardware (104) hash (1) helenos (3) I.A (1) init system (10) Intel (15) inteligencia artificial (1) IoT (1) ispconfig (1) jogos (37) kde (1) kernel (138) lançamento (64) leis (1) LFCS (1) libs (2) licenças (8) Linus (16) linus torvalds (2) Linux (194) linux foundation (3) linux para leigos (1) live (5) LPI (8) LTS (1) Mac (1) machine learning (1) matemática (9) mesa redonda (27) microcontroladores (1) microsoft (6) microst (1) muito além do GNU (159) musl (2) não viva de boatos (9) navegadores (5) NetBSD (7) newlib (1) nim (1) nintendo (1) novatec (17) novidades (1) nuvem (1) o meu ambiente de trabalho (3) off-topic (12) open source (84) OpenBSD (6) OpenShift (1) os vários sabores de Linux (42) padrim (2) palestras e eventos (5) partições (6) pentest (8) performance (1) pipewire (1) plan9 (1) playstation (1) processadores (30) professor Augusto Manzano (11) Programação (64) promoção (1) propagandas com Linux (8) ps4 (1) real-time. (1) Red Hat (22) redes (4) resenha nerd (4) Resumo da Semana do Dlins (2) resumo do Tux (19) retrospectiva Linux (1) risc-V (14) RISCV (13) rtos (1) runlevel (2) rust (12) segurança digital (24) servidores (1) shell (7) shell script (6) sistema operacional (25) smartphones (3) Software livre e de código aberto (151) sorteio (3) Steam (10) Steam no Linux (8) supercomputadores (4) suse (5) systemd (7) terminal (87) terminal de comandos (16) toca do tux (1) toybox (26) tutorial (6) Tux (3) unboxing (7) UNIX (17) UNIX Toolbox (14) vartroy (1) vga (1) virtualização (2) vulnerabilidade (6) wayland (5) whatsapp (1) whitehat (1) Windows Subsystem for Linux (2) wine (14) WoT (1) ZFS (15) zsh (3)