DragonflyBSD adota Ryzen e Xeon para seus builds

DragonflyBSD adota Ryzen e Xen para seus builds
 Durante anos a equipe do DragonflyBSD utilizou um servidor Monster quad-socket opteron (4 processadores de 12 núcleos cada). Era uma máquina incrível devido sua latência em inter-core e inter-socket, mas que possuía alto consumo de energia (1000W). Foi aí que decidiram trocar seu equipamento por três novos servidores.
curso-linux-da-migração-a-administração-do-sistema-operacional
CLIQUE AQUI, VENHA APRENDER LINUX COMIGO E TORNE-SE UM VERDADEIRO PROFISSIONAL.
 Com isso, a equipe do DragonflyBSD aposentou o antigo Monster e adotou um dual-socket Xeon (sting) e dois Ryzen 3900X (Thor e Loki, cada um possuindo 12 núcleos e 24 threads) que juntos consomem digamos a metade de Watts que o Monster (sendo o 3900x consumindo apenas 150W e ainda ganhar em performance). O ganho de desempenho também se dá devido todos possuírem SSD permitindo-os reduzir o tempo de sincronização de seus ports e obter pacotes binários mais rapidamente (reduzindo o tempo de duas semanas para dois dias).

 Toda a aquisição dos novos equipamentos é graças as doações recebidas pela comunidade ao longo dos anos.

 Agradeço Juliano Atanazio por ter me enviado a errata no título deste artigo :) 

Lançado LLVM 8.0.1

Lançado LLVM 8.0.1
Lançado LLVM 8.0.1

 LLVM é a coleção de compiladores que tende a substituir o GCC no Linux (gostemos ou não) sendo já adota pelo Android (O Android é todo compilado com o LLVM), Debian (de mais 50 mil pacotes, 32.757 foram compilados com o LLVM e somente 1314 apresentaram falha (4 %),  o Open Mandriva (quase 100% do Open Mandriva) e o Fedora está tomando o mesmo rumo. Fora as distribuições Linux, outros sistemas operacionais também já o adotam como o MacOS (sendo uma das pioneiras no seu uso), o FreeBSD, o TrueOS e o DragonflyBSD (tendo suporte a ambos compiladores). Em Março foi lançada a versão 8.0.0 e como de costume, a cada seis meses é lançada uma nova versão.
curso-linux-da-migração-a-administração-do-sistema-operacional
CLIQUE AQUI, VENHA APRENDER LINUX COMIGO E TORNE-SE UM VERDADEIRO PROFISSIONAL.
 Foi lançada a sua versão 8.0.1 que traz muitas correções de bugs da versão 8.0.0 (porém mantendo a sua compatibilidade com a API e ABI da versão anterior); speculative load hardening; compilação atual na API ORC JIT; remoção do suporte experimental à alvo WebAssembly, uma opção do Clang para inicializar varáveis automáticas; melhorias no suporte á cabeçalho pre-compilado no clang-cl, na flag /Zc:dllexportInlines-; suporte a RISC-V no lld e muitas otimizações e melhorias em diagnósticos.
Mais sobre o LLVM, clique aqui

Btrfs progs release 5.2.1

Lançado btrfs-progs 5.1.1
 Foi lançado o btrfs-progs versão 5.2.1 que se torna um lançamento de correções de bugs. Dentre elas estão:

Correção no scrub status que corrige o calculo ETA (ETA calculation) depois de resume, Correção no check (que ocorria quebra quando utilizada a opção -Q), Correção no symlink do restore, Correção de regressão no mkfs com grupos de bloco misto (mixed block groups), Correção no core para processar todas as referencias atrasadas (delayed refs).

 Houveram também limpezas, atualizações (como conversão para inicializador C99 e nos textos de ajuda) e outras correções. Então, fica aqui mais uma atualização da semana.

pré-aquecimento para o Linux Developer Conference Brazil

pré-aquecimento para o Linux Developer Conference Brazil
pré-aquecimento para o Linux Developer Conference Brazil
 Essa semana (nos dias 02, 03 e 04 de Agosto em São Paulo) acontecerá LinuxDev-br; evento que visa levar a comunidade de desenvolvimento de Linux do Brasil ao nível internacional.
Clique aqui e acesso o site para o evento (não esqueça de utilizar o cupom tocadotux para ter 15% de desconto
 Então, para promover essa terceira edição do LinuxDev-br, nós tivemos uma baita live com Gustavo Padovan que já foi desenvolvedor do kernel e é o idealizador do evento (como sempre, grandes oportunidades acontecendo no canal de trazer essa galera que estimamos mais próximas de nós).




 Não percam, o evento contará com a presença de grandes desenvolvedores do kernel Linux e você pode obter 15% desconto utilizando o cupom tocadotux (eu já garanti o meu ;)
 Não se esqueçam de seguir os caras no Telegram, no Instagram, no Twitter, no Github, e no Youtube.
NÃO SE ESQUEÇA DE SE INSCREVER NO MEU CURSO DE MIGRAÇÃO PARA LINUX.
NÃO SE ESQUEÇA DE SE INSCREVER NO MEU CURSO DE MIGRAÇÃO PARA LINUX.

Lançado LKRG 0.7

Lançado LKRG 0.7
Lançado LKRG 0.7
 Linux Kernel Runtime Guard (LKRG) é um módulo que desempenha verificação de integridade  e detecção de vulnerabilidade do kernel Linux. O LKRG detecta e reporta modificações não autorizadas no kernel (verificação de integridade) ou nas credenciais (como IDs de usuários) realizadas nos processos (programas em execução). Essa é uma tarefa de detecção de exploits que o LKRG trabalha com credenciais.
curso-linux-da-migração-a-administração-do-sistema-operacional
CLIQUE AQUI, VENHA APRENDER LINUX COMIGO E TORNE-SE UM VERDADEIRO PROFISSIONAL.
 A empresa OpenWall (uma das empresas que financiam o desenvolvimento da biblioteca musl)  anuncia a versão 0.7 do LKRG que traz muitas novidades como suporte a múltiplas arquiteturas de processadores (sendo que o suporte a ARM64 ainda é experimental); suporte experimental ao módulo grsecurity (com algumas limitações); suporte às versões 5.1 e 5.2 do kernel (é aguardado também versões mais recentes); suporte à versões do kernel sem opções habilitadas como CONFIG_DYNAMIC_DEBUG, CONFIG_ACPI, CONFIG_STACKTRACE e CONFIG_STATIC_USERMODEHELPER. 

 Também adicionaram suporte ao sistema de arquivos OverlayFS; algumas partes do módulo foram reescritas e receberam também correções de bugs (no total de quatro).
Mais detalhes sobre a nova versão podem ser conferidas clicando aqui