Um cartucho para Sega Saturn? E o que isso tem a ver com Linux?

Cartucho com o simbolo open hardware
Cartucho com o simbolo open hardware
A comunidade Sega até hoje é muito forte. E desde que fiz o vídeo sobre o processador j-core, venho acompanhando uma comunidade chamada Titan Games Studio que desenvolvem uma engine open source de jogos 2D tanto para Linux, Windows e Dreamcast (Obs.: Os jogos exportados para Linux). O projeto iniciou no Sega Saturn (por isso o nome Titan, por se tratar da maior lua de Saturno, lar do Thanos) e depois passaram a direcionar o foco maior para o belo Dreamcast. E no meio de conversa com esses amigos é que eu acabei descobrindo um cartucho USB para o Sega Saturn.



 Grande coisa... E o que isso tem a ver com Linux? Simples, é um cartucho open source. Esse é um projeto que foi desenvolvido por um finlandês (tinha que ser) para poder transferir dados via porta USB utilizando o sistema Unix-Like (sendo a biblioteca para isso, disponível também para Linux).


 O design do hardware está disponível sob Creative Commons 3.0 e o os componentes do software sob Clausula 2 da licença BSD. A biblioteca libFTDI sob LGPL 2.1 (nenhuma outra versão posterior) e o EPROM sob GPL 2 (nenhuma outra versão posterior).

 E porque alguém iria querer desenvolver games para o Sega Saturn hoje em dia? Porque sim...  É assim que funciona a paixão.

 E se está achando que desenvolver cartuchos e jogos para Sega Saturn nos tempos de hoje seria loucura, ficaria impressionado com o que eu descobri. Acreditem ou não, até hoje na China são produzidos jogos para o Mega Drive em larga escola e os maiores compradores são os russos.

 A segunda coisa que descobri é que o maior colecionador de Mega Drive do mundo mora em Carapicuíba. Para quem gosta do Mega Drive, fica a dica do livro Mega Drive Definitivo que foi produzido pela Warpzone.

Comente com o Facebook:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Marcadores

A pior história sobre Linux que já ouvi (4) A.I (1) ambiente gráfico (12) AMD (13) analise (8) Andriod (6) artigo (5) benchmark (1) BSDs (12) btrfs (6) Caixa de Ferramentas do UNIX (21) canto do Diego Lins (2) certificações Linux (7) Código Fonte (53) comandos (15) comp (1) compressores (5) container (1) CPU (12) criptografia (1) crowdfunding (9) cursos (18) daemons (13) Debian (30) desenvolvimento (47) desktop (13) DevOps (1) DevSecOps (1) dic (1) Dica de leitura (48) dica DLins (2) dicas do Flávio (27) diocast (1) dioliunx (3) distribuições Linux (11) Docker (15) DragonflyBSD (6) ead Diolinux (2) edição de vídeo (4) EMMI Linux (4) emuladores (3) endless (5) English interview (2) Enless OS (2) entrevista (16) espaço aberto (87) evento (3) facebook (1) filesystem (50) financiamento coletivo (2) fork (2) fox n forests (4) FreeBSD (8) Funtoo Linux (13) games (85) GOG (3) google (8) gpu (1) hardware (93) I.A (1) init system (6) Intel (14) IoT (1) ispconfig (1) jogos (28) kernel (111) lançamento (27) leis (1) LFCS (1) licenças (7) Linus (14) Linux (193) linux foundation (3) linux para leigos (1) live (4) LPI (10) LTS (1) machine learning (1) mesa redonda (28) microst (1) muito além do GNU (99) não viva de boatos (10) navegadores (2) NetBSD (2) novatec (17) o meu ambiente de trabalho (3) off-topic (14) open source (76) OpenBSD (2) OpenShift (1) os vários sabores de Linux (32) padrim (2) palestras e eventos (2) partições (6) pentest (6) processadores (20) professor Augusto Manzano (11) Programação (34) propagandas com Linux (8) Red Hat (10) redes (2) resenha nerd (4) Resumo da Semana do Dlins (2) resumo do Tux (23) retrospectiva Linux (1) runlevel (2) segurança digital (12) servidores (1) sistema operacional (12) Software livre e de código aberto (150) sorteio (3) Steam (8) Steam no Linux (6) supercomputadores (2) suse (3) systemd (7) terminal (70) toca do tux (1) toybox (12) tutorial (2) Tux (2) unboxing (7) UNIX (16) UNIX Toolbox (15) vartroy (1) vga (1) vulnerabilidade (3) whatsapp (1) Windows Subsystem for Linux (1) wine (11) WoT (1) ZFS (3)