Phoronix mente a respeito do systemd possuir um milhão de linhas de código?


No dia 02/01/2017 o site Phoronix publicou que o systemd VIOLOU o total um milhão de linhas de código. SIM! escreveu VIOLOU (BREACHED) e não OBTEVE ou ALCANÇOU (REACHED). Ok,pode ter sido somente um erro de digitação.

systemd é um init system que foi desenvolvido inicialmente por Lennart para substituir a mais conhecida SystemV e hoje conta com uma boa equipe envolvendo comunidades como Debian, Arch Linux entre outras.

Para saber mais sobre o que é init system, confiram o vídeo abaixo:


Neste artigo descreve a quantidade de commits no git, que foi o ponto mais baixo desde 2012 e no final disponibilizam um link (só que do próprio Phoronix) com mais detalhes de estatísticas de código (apesar de eu gostar do Phoronix, odeio quando os sites fazem isso).

Lennart respondeu comentando em seu perfil pessoal no G+ (OK, eu não vou disponibilizar o perfil do cara porque muitos o atacam) respondendo aos detalhes:
Uh, então Phoronix está sendo Phoronix, e reporta noticia bastante enganosa. Deixe-me colocar rapidamente algumas coisas diretas: antes de tudo, "um milhão de linhas de código" é realmente enganoso, assim como aparentam ser brutas de aquivos gerenciados pelo git. Desde que nós carregamos grande montante de documentações as linhas de código vigentes são muito menores. utilizar uma ferramenta como "sloccount" para contagem de linhas de código revela que o systemd atualmente carrega ~342K linhas de código, das quais 318K são apropriados códigos C. Que na verdade não é tanto assim. Para colocar as coisas em perspectiva, como um exemplo o wpa_supplicant sozinho possui ~451K de linhas de código, das quais ~351K são apropriados código C. Acho que desde que a supostamente enorme arvore do systemd com todos os seus componentes, tais quais resolved, networkd, timesyncd, nspawn, journald, e assim por diante sozinho atinge 75% do tamanho da base de código de você $#$#%$ o subsystem wifi, eu acho que nós estamos bem, você não?
Quero dizer, com certeza, maçãs, laranjas e coisas, mas ainda…
(e sim, mesmo coisas tais quais projetos supostamente "inclinarem-se" como a uclibc pesarem 329K de linhas de código já…)
Viram como transmitir informações reais é uma responsabilidade muito grande? Sempre se questionem e corram atras para certificarem das informações. O link para o artigo está logo abaixo:

Comente com o Facebook:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu Comentário

Marcadores

A pior história sobre Linux que já ouvi (3) ambiente gráfico (11) AMD (13) analise (8) Andriod (6) artigo (5) benchmark (1) BSDs (12) btrfs (6) Caixa de Ferramentas do UNIX (21) canto do Diego Lins (2) certificações Linux (7) Código Fonte (53) comandos (13) comp (1) compressores (5) container (1) CPU (12) criptografia (1) crowdfunding (9) cursos (18) daemons (13) Debian (30) desenvolvimento (44) desktop (13) DevOps (1) DevSecOps (1) dic (1) Dica de leitura (44) dica DLins (2) dicas do Flávio (27) diocast (1) dioliunx (3) distribuições Linux (11) Docker (15) DragonflyBSD (5) ead Diolinux (2) edição de vídeo (4) EMMI Linux (4) emuladores (2) endless (5) English interview (2) Enless OS (2) entrevista (16) espaço aberto (87) evento (3) facebook (1) filesystem (47) financiamento coletivo (2) fork (2) fox n forests (4) FreeBSD (8) Funtoo Linux (13) games (84) GOG (3) google (8) gpu (1) hardware (92) init system (6) Intel (14) IoT (1) ispconfig (1) jogos (27) kernel (110) lançamento (22) leis (1) LFCS (1) licenças (6) Linus (14) Linux (193) linux foundation (3) linux para leigos (1) live (4) LPI (10) LTS (1) mesa redonda (28) microst (1) muito além do GNU (93) não viva de boatos (9) navegadores (2) NetBSD (2) novatec (16) o meu ambiente de trabalho (3) off-topic (14) open source (76) OpenBSD (2) OpenShift (1) os vários sabores de Linux (29) padrim (2) palestras e eventos (2) partições (6) pentest (6) processadores (19) professor Augusto Manzano (9) Programação (30) propagandas com Linux (8) Red Hat (10) redes (2) resenha nerd (4) Resumo da Semana do Dlins (2) resumo do Tux (23) retrospectiva Linux (1) runlevel (2) segurança digital (12) servidores (1) sistema operacional (10) Software livre e de código aberto (149) sorteio (3) Steam (8) Steam no Linux (6) supercomputadores (1) suse (3) systemd (7) terminal (68) toca do tux (1) toybox (10) tutorial (2) Tux (2) unboxing (7) UNIX (16) UNIX Toolbox (15) vartroy (1) vga (1) vulnerabilidade (3) whatsapp (1) Windows Subsystem for Linux (1) wine (11) WoT (1) ZFS (2)