Opera One: O novo navegador Opera

OPERA ONE

Opera One: O novo navegador Opera


 Há mais ou menos 3 dias, o projeto Opera lançou o Opera One, a versão mais recente do navegador. Com há seis meses atrás eu havia feito  a live mostrando que o Opera é o navegador com a menor quantidade de bugs da atualidade (nenhum bug em 2022 e apenas 344 desde que foi lançado), resolvi então testá-lo e até hoje estou aqui com ele. 


Honestamente fiquei surpreso com o Opera e acabei descobrindo que o OperaGX possui aceleração para jogos que surpreende até mesmo as empresas de jogos. Uma pena possuir apenas versão para Windows. Apesar que isso não é totalmente verdade pois há a opção opera://settings/gxc dentro do opera para Linux. Não posso garantir funcionar tão bem quanto no Windows, mas, aí está.

OperaGX
OperaGX na versão do Linux

 Mas vamos a o que interessa que é o lançamento do Opera One. O Opera One é a mais recente versão do navegador Opera, que incorpora um visual totalmente reestruturado e novas funcionalidades. A maior novidade de recursos é a Ilhas de Guias (Tab Islands) que oferece uma experiência suave e intuitiva criada para usuários que interagem com várias guias. A ilhas de Guias faz um Agrupamento simples das guias com base no contexto para navegar sem muito trabalho.

Tab Islands is a new feature that delivers a smooth and intuitive experience built for users that interact with many tabs.

 O Opera One se adapta a sua atividade para possibilitar mais espaço, uma navegação intuitiva e a interação contínua com o seu navegador. Seu design também está bem mais bonito. Outra novidade é a ARIA, a IA do opera que é totalmente gratuita, com informações atualizadas e disponível em mais de 180 países. O acesso pode ser feito através da barra lateral do Opera:

ARIA, a IA do opera
ARIA, a IA do opera

 A instalação é simples pois por se tratar de mudança da versão 100.0.4815.20 para a 100.0.4815.21. Como eu estou no Fedora, basta baixar o pacote .rpm e utilizar o comando rpm com a opção -U selecionando o pacote. 


 Feito isso, basta verificar a versão e tudo certo. Opera One pronto para uso:


 É isso aí. Acabei postando porque estar gostando muito de desfrutar do navegador Opera. Postem aí se vocês também estão utilizando, o que estão achando e bora compartilhar ideias.


Comente com o Facebook:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Viu algum erro e quer compartilhar seu conhecimento? então comente aí.

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

Marcadores

A pior história sobre Linux que já ouvi (5) A.I (2) ambiente gráfico (19) AMD (14) analise (10) Andriod (16) android (7) Apple (1) arm (5) artigo (5) aws (1) bc (23) benchmark (6) BetrFS (1) blackhat (1) BSDs (30) btrfs (32) bugs (2) Caixa de Ferramentas do UNIX (19) canto do Diego Lins (2) certificações Linux (7) Código Fonte (54) comandos (32) comp (1) compressores (6) container (7) CPU (19) cracker (1) criptografia (5) crowdfunding (9) cursos (24) daemons (13) Debian (31) desempenho (1) desenvolvimento (94) desktop (19) DevOps (3) DevSecOps (4) dic (1) Dica de leitura (91) dica DLins (2) dicas do Flávio (27) Dicas TechWarn (1) diet libc (3) diocast (1) dioliunx (3) distribuições Linux (14) Docker (12) DragonflyBSD (22) driver (1) dropbear (3) ead Diolinux (2) edição de vídeo (5) embarcados (1) EMMI Linux (4) emuladores (9) endless (5) English interview (3) Enless OS (2) entrevista (17) espaço aberto (82) evento (6) facebook (1) Fedora (11) filesystem (82) financiamento coletivo (2) fork (4) fox n forests (4) FreeBSD (20) Funtoo Linux (13) games (94) gerenciadores de pacotes (4) glaucus (4) GOG (3) google (9) gpu (3) hacker (2) hardware (104) hash (1) helenos (3) I.A (1) init system (12) Intel (15) inteligencia artificial (2) IoT (1) ispconfig (1) jogos (38) kde (1) kernel (138) lançamento (64) leis (1) LFCS (1) libs (2) licenças (8) Linus (16) linus torvalds (2) Linux (194) linux foundation (3) linux para leigos (1) live (5) LPI (8) LTS (1) Mac (1) machine learning (1) matemática (9) mesa redonda (27) microcontroladores (1) microsoft (6) microst (1) muito além do GNU (169) musl (3) não viva de boatos (9) navegadores (5) NetBSD (7) newlib (1) nim (2) nintendo (1) novatec (17) novidades (1) nuvem (1) o meu ambiente de trabalho (3) off-topic (12) open source (84) OpenBSD (7) OpenShift (1) oracle (1) os vários sabores de Linux (44) padrim (2) palestras e eventos (5) partições (6) pentest (8) performance (1) pipewire (1) plan9 (1) playstation (1) processadores (30) professor Augusto Manzano (11) Programação (65) promoção (1) propagandas com Linux (8) ps4 (1) real-time. (1) Red Hat (23) redes (4) resenha nerd (4) Resumo da Semana do Dlins (2) resumo do Tux (19) retrospectiva Linux (1) risc-V (14) RISCV (13) rtos (1) runlevel (2) rust (13) segurança digital (24) servidor web (2) servidores (3) shell (9) shell script (8) sistema operacional (25) skarnet (2) smartphones (3) Software livre e de código aberto (151) sorteio (3) Steam (10) Steam no Linux (8) supercomputadores (4) suse (6) systemd (8) terminal (89) terminal de comandos (18) toca do tux (1) toybox (27) tutorial (6) Tux (3) unboxing (7) UNIX (17) UNIX Toolbox (14) vartroy (1) vga (1) virtualização (2) vulnerabilidade (6) wayland (5) web (1) whatsapp (1) whitehat (1) Windows Subsystem for Linux (2) wine (14) WoT (1) yash (1) ZFS (15) zsh (3)