Upgrade from Windows 7 to KDE Plasma

Sim das atualizações do Windows 7. Bora para o KDE Plasma
Sim das atualizações do Windows 7. Bora para o KDE Plasma
 Em 14 de janeiro, a Microsoft deixará de oferecer atualizações para o Windows 7. Cerca de um bilhão de usuários deixarão de receber correções que mantêm seus computadores funcionando e seus dados em segurança.

Se você é um desses usuários, o KDE quer ajudá-lo. Em vez de migrar para o Windows 10 e aguentar horas de atualizações, invasões à sua privacidade e anúncios irritantes incorporados aos seus aplicativos, instale um sistema operacional Linux com o Plasma. Em 30 minutos, você estará em funcionamento e terá toda a segurança e estabilidade de um sistema Linux, com todos os recursos e facilidade de uso do Plasma.

 O vídeo abaixo mostra como você pode fazer com que o Plasma, a área de trabalho do KDE, pareça e se comporte como o Windows 7. Ele mostra como o Plasma se adapta a você e é fácil, emocionante e divertido de usar. O plasma pode adotar muitas formas. Ele já está totalmente funcional, mas com alguns ajustes, pode se comportar como Windows, macOS, Unity do Ubuntu ou qualquer outro meio.


Você encontrará muitos programas incluídos ao lado do Plasma. Existem aplicativos de escritório, navegadores da Web, reprodutores de áudio e vídeo, programas de design ou edição de áudio e vídeo ... A lista é interminável. E é fácil adicionar mais: use seu gerenciador de software e você descobrirá que pode instalar novos programas em apenas alguns cliques. A atualização do seu sistema é igualmente indolor e nunca o forçará a reiniciar.

Se você precisar executar um programa Windows por algum motivo, o WINE provavelmente o ajudará. Você também pode instalar o WINE a partir do seu gerente de software!

Comente com o Facebook:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Marcadores

A pior história sobre Linux que já ouvi (5) A.I (1) ambiente gráfico (14) AMD (13) analise (9) Andriod (8) artigo (5) benchmark (3) BSDs (16) btrfs (10) Caixa de Ferramentas do UNIX (19) canto do Diego Lins (2) certificações Linux (6) Código Fonte (50) comandos (16) comp (1) compressores (4) container (1) CPU (13) criptografia (2) crowdfunding (9) cursos (19) daemons (13) Debian (29) desenvolvimento (53) desktop (15) DevOps (1) DevSecOps (1) dic (1) Dica de leitura (48) dica DLins (2) dicas do Flávio (27) diocast (1) dioliunx (3) distribuições Linux (12) Docker (7) DragonflyBSD (10) ead Diolinux (2) edição de vídeo (4) EMMI Linux (4) emuladores (5) endless (5) English interview (2) Enless OS (2) entrevista (16) espaço aberto (83) evento (3) facebook (1) Fedora (4) filesystem (56) financiamento coletivo (2) fork (3) fox n forests (4) FreeBSD (11) Funtoo Linux (13) games (87) gerenciadores de pacotes (2) GOG (3) google (8) gpu (1) hardware (94) I.A (1) init system (7) Intel (13) IoT (1) ispconfig (1) jogos (33) kernel (113) lançamento (38) leis (1) LFCS (1) licenças (7) Linus (14) Linux (187) linux foundation (3) linux para leigos (1) live (4) LPI (8) LTS (1) machine learning (1) mesa redonda (27) microsoft (1) microst (1) muito além do GNU (113) não viva de boatos (9) navegadores (2) NetBSD (3) novatec (17) o meu ambiente de trabalho (3) off-topic (12) open source (76) OpenBSD (3) OpenShift (1) os vários sabores de Linux (35) padrim (2) palestras e eventos (2) partições (6) pentest (6) processadores (21) professor Augusto Manzano (11) Programação (40) propagandas com Linux (8) Red Hat (13) redes (2) resenha nerd (4) Resumo da Semana do Dlins (2) resumo do Tux (19) retrospectiva Linux (1) runlevel (2) segurança digital (13) servidores (1) shell (1) sistema operacional (17) Software livre e de código aberto (145) sorteio (3) Steam (8) Steam no Linux (6) supercomputadores (3) suse (3) systemd (7) terminal (73) toca do tux (1) toybox (14) tutorial (5) Tux (3) unboxing (7) UNIX (15) UNIX Toolbox (14) vartroy (1) vga (1) vulnerabilidade (3) wayland (1) whatsapp (1) Windows Subsystem for Linux (1) wine (12) WoT (1) ZFS (7)