O que as empresas usam? #2


Tivemos a primeira parte desta série onde debatemos o que grandes empresas utilizam para desenvolver e utilizarem como soluções. Agora vamos a segunda e ultima parte. Agradeço a meu grande amigo Jan Palach por esa ajuda onde foi um debate entre desenvolvedor e sysadmin (melhor papo não teria para constatar a coisa).

Netflix

Além de diversas tecnologias, utiliza NodeJS em containers Docker. A definição mais precisa do que é o NodeJS está em seu site oficial, NodeJS é um ambiente para rodar aplicações escaláveis escritas em Javascript, em resumo é um runtime baseado na engine V8 do Chrome (está escrita em C++).

De acordo com documentos de Brandam Gregg, Netflix é um ambiente muito misto onde utilizam FreeBSD na parte de Streaming e Linux em seus clouds:


Twitter

O twitter já chegou a utilizar o Ruby on Rails como plataforma de desenvolvimento principal, na época, a tecnologia se encontrava em evidência porém com alguns problemas, quem não lembra da baleia no twitter? Que era algo quase diário? Após uma sucessão de problemas, eles perceberam que o stack não funcionava para o negócio deles e trocaram para Scala uma linguagem baseada na JVM.

---------------------------------
Até onde me recordo que estive trabalhando lá, há mais de 10 anos atrás os supercomputadores e algumas workstations eram Solaris. A grande parte das workstations eram Linux e Windows, como eu era responsável por manter os ambientes da pós graduação(labs) funcionando. Tínhamos na época RedHat e Conectiva nos Linux, rodando compiladores intel, softwares como Octave, Matlab, e outros. Nos Windows tínhamos mais ou menos as mesmas combinações de softwares. Nos laboratórios do HemoLab(http://hemolab.lncc.br/) outro projeto no qual já trabalhei lá, os sistemas operacionais das workstations eram Ubuntu e um servidor Debian, hoje em dia não sei precisar como está. O LNCC é um centro de computação e pesquisa muito grande, então há muitos projetos simultâneos acontecendo, alguns projetos fazem uso intenso de plataformas Windows como alguns labs que trabalham com reconstrução tridimensional baseado no processamento de imagens médicas, mas quase sempre, os projetos mesclam tecnologias. Até mesmo máquinas Indy da Silicon Graphics existiam no local, quando trabalhei lá. Quanto à linguagens de programação, independente do SO ou plataforma, as mais utilizadas por lá eram Fortran, C++ e outras. Fortran ainda é muito utilizada no campo de pesquisa pelo seu excelente desempenho na criação de rotinas matemáticas e solvers numéricos.

PHDSoft


Empresa nacional líder no segmento de CAD aplicado à manutenção e prevenção de ativos. A época que passei por lá, era terceirizado e seu stack tecnológico era todo .net. As ferramentas da microsoft comandavam o stack tecnológico.(Não posso entrar muito em detalhes, pois não tenho permissão..)

Como podem ver, muito você encontra no highscalability onde são escritos artigos por pessoas que realmente vivenciam o dia a dia das empresas alvo, e no infoq, que é bastante bom também. Outro local excelente para aprender sobre desenvolvimento, é o Dr. Dobbs, mas lá é apenas para os fortes. :)

Analista (bilíngue) de sistemas, redator do blog Diolinuxtradutor da distribuição Funtoo e parte da distribuição IPFire, do manual chamado Caixa de Ferramentas do UNIX e do manual Zsh Lovers. Dono dos canais e blogs Toca do Tux e Resenha Nerd:

Compartilhe isso

Leia outros posts

Próximo post
« Próximo post
Post Anterior
Próximo Post »

Compre na imago brinquedos

Compre na imago brinquedos
Utilize o cupom de desconto TOCADOTUX e ecnomize 5% na sua compra