Visão Geral Sobre o Terminal

Nos meus dois últimos artigos sobre terminal de comandos, eu expliquei sobre os comandos help, apropos, whatis, man e info:
 Desta vêz, vamos nos direcionar no terminal.




 É importante que saibamos nos orientar ao olhar para o terminal (como para qualquer outro programa mesmo em uma GUI), então vamos analisar o ambiente de um terminal de comandos:

Este é baseado no mate-terminal

 Bom, a principio pode só parecer um monte de letras com um quadrado piscando e você tem uma reação mais ou menos assim "..." (sem entender o que isso quer dizer), mas como diria Jack o Estripador: "Vamos por partes".
 Explicando a leitura de um terminal através (digamos) de uma legenda, temos o seguinte:

  • "gabriel" é o usuário logado
  • "@" significa em tal máquina
  • "tocadotux" é o nome da máquina (ou seja, o hostname da máquina)
  • ":" é simplesmente um separador para a próxima informação de onde o usuário logado se localiza
  • "~" refere-se ao diretório home do usuário logado (serei mais específico utilizando os comandos cd, pwd e as variáveis $PWD e $OLDPWD)
  • "$" serve para identificar se é um usuário comum (caso seja um administrador, seu simbolo será um "#")



 Esse conceito é chamado "user@hostname:local". Foi a partir desse conceito que foi adotado o endereço de e-mail.


Trabalhando com comandos que lhe fornecerão essas informações, temos o whoami, que fornece a informação do usuário efetivo e seu ID (seria o mesmo que perguntar: quem sou eu? por que é isso que o comando é traduzido literalmente). Duas formas que pode-se fazer isso é digitando whoami ou uma brincadeira, o who am i:

note que o comando "whoami" exibe somente o usuário atual enquanto o comando "who am i" (que é na verdade uma opção do comando "who") exibe o usuário (gabriel), o terminal sendo utilizado (pts/0) e a data e hora do login (2015-06-30 13:12) e hostname remoto ou o display X (:0.0) 
Podemos fazer mais uma brincadeira; ao invés de digitar who am i, podemos perguntar de quem que a mamãe gosta:

Note que a saída será a mesma que do comando "who am i"

Diferente do comando whoami que exibe informação sobre quem você é, o comando who exibe usuários logados na máquina.

note que a saída (informação obtida) pelo comando "who" é a mesma que do comando "who am i" e do "who mom likes" por que tanto o "who am i" quanto o "who likes mom" são opções do comando "who".

 Uma forma mais elaborada de se usar o comando who, seria utilizando a opção -a:
esse é o resultado do comando "who -a" ou "who --all" que seria o mesmo que "who -b -d --login -p -r -t -T -u"


outros comandos que servem para verificar usuários logados seriam os comandos "users", "logname", "lastlog" (que informa login mais recente de todos os usuários ou de usuários informados e o comando "last" exibe a lista de usuários que logaram na máquina pela ultima vêz.




Uma coisa que vale mencionar é que cada usuário possui um ID (identificador, como se fosse uma carteira de identidade).
 utilizando o comando id, pode-se obter essa informação sobre os usuários (do usuário root sempre será o ID de número 0):

note que podemos pesquisar o ID de cada usuário utilizando a opção -u seguido do nome do usuário.

  Basicamente dentro do usuário@máquina:~$ acabamos ficando dentro somente de usuário, mas vou dividir para o artigo não ficar muito longo. Espero que tenham gostado e no próximo artigo trataremos dos comandos cdpwd e as variáveis $PWD e $OLDPWD.
 Não esqueçam de desfrutar das manpages para se aprofundarem mais nas opções de cada comando.
 Não esqueçam também de curtir e compartilhar e comentar caso tenham gostado. até mais e falow.

Sou analista (bilíngue) de microinformática, professor de inglês, tradutor e interprete.

 Sou também redator no blog Diolinux e um dos tradutores da distribuição Funtoo. Já fiz parte da distribuição IPFire por um tempo também, uma distribuição que gosto muito na parte de administrar o servidor por uma interface web.
 Possuo um manual chamado Caixa de Ferramentas do UNIX traduzido por mim e revisado por mais amigos que abrange tanto Linux (dentre algumas distribuições) quanto Solaris, BSDs, Mac OS X e em alguns momentos o Windows (devido a integração cliente servidor).
 Recentemente estou trabalhando em um manual de migração para Linux.

Compartilhe isso

Leia outros posts

Próximo post
« Próximo post
Post Anterior
Próximo Post »

Compre na imago brinquedos

Compre na imago brinquedos
Utilize o cupom de desconto TOCADOTUX e ecnomize 5% na sua compra