Visão Geral Sobre o Terminal (2ª Parte)

 No meu ultimo artigo, comecei a tratar de como se orientar pelo terminal conseguindo entender sua descrição principiando somente com o usuário logado na máquina. Agora vamos dar continuidade a essa etapa.

 Visão Geral Sobre o Terminal (Segunda Parte)


 Continuando a nossa Visão Geral Sobre o Terminal, agora pretendo tratar da parte do "@" em diante.
 Como havia descrito no artigo anterior (e melhor explicando na imagem acima) o nome antes do "@" é o nome do usuário logado; logo após vem o nome dado ao sistema.
 o nome do sistema em que o usuário está logado pode ser obtido utilizando o comando "hostname":
Este comando é útil em distribuições que não exibem o nome da máquina.

 O comando "hostname" é utilizando para exibir o nome  de DNS do sistema e também para verificar OU definir o nome ao sistema ou do nome de domínio NIS que é obtida pela função gethostname (mas por enquanto vamos deixar esse assunto para mais tarde, vamos tratar somente dessa parte do terminal). Esse nome fica armazenado em "/etc/hostname".

 É possível também utilizar o comando "hostnamectl" para obter mais informações:
É possível notar que com o comado hostnamectl podemos obter mais informações além do hostname como até mesmo o sistema e sua versão, a versão do kernel, a arquitetura, ID tanto da máquina qunto do boot, chassis e nome de ícone.

 O uso do comando "hostnamectl" (assim como o comando hostname) não se limita somente a verificar informações.

 Agora, tratando dos seguintes caracteres após o hostname, temos:

 O ":" é simplesmente para poder separar as informações anteriores das próximas.
"~" indica o local em que está logado. No caso, "~" indica a home do usuário logado. Caso estivesse em outro diretório, seria indicado ao invés do "~" ou adicionado informações junto ao "~" caso estivesse navegando nos diretórios de home:

o "~" desaparece nessa ocasião por não está dentro de "/home"
note que o "~" não aparece nessa ocasião por não está dentro de "/home".

 Pode ser que você encontre uma distribuição que omita as informações após ":", porém essa informação sobre o local atual de navegação pode ser conferida utilizando o comando "pwd"(acrônimo de Print Working Directoy):






 Essa informação fica armazenada em uma varável chamada $PWD. Através desta variável, podemos consultar o mesmo resultado. Outra variável interessante seria a $OLDPWD que armazena a informação de ultimo diretório navegado e podemos utilizá-la para obter tal informação. As informações das variáveis podem ser obtidas utilizando o comando "echo":
As informações das variáveis podem ser obtidas utilizando o comando "echo"



As informações das variáveis podem ser obtidas utilizando o comando "echo".



 E finalizando, o "$" representa se eu usuário é administrador (root) ou usuário comum. Quando logamos como administrador, esse "simbolo" é alterado para "#":


Mais informações, consultem as manpages:
man (1, 5 e 7) hostname
man 2 gethostname
man hostnamectl

 Caso tenha gostado, não deixe de largar um Thumb up aí e de compartilhar.
 Encontrou algum erro? Fale conosco (criticas sempre são importante para ajudar a evoluir um trabalho).

Comente com o Facebook:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Marcadores

A pior história sobre Linux que já ouvi (5) A.I (1) ambiente gráfico (13) AMD (13) analise (8) Andriod (8) artigo (5) benchmark (1) BSDs (14) btrfs (8) Caixa de Ferramentas do UNIX (21) canto do Diego Lins (2) certificações Linux (7) Código Fonte (53) comandos (16) comp (1) compressores (5) container (2) CPU (12) criptografia (2) crowdfunding (9) cursos (18) daemons (13) Debian (30) desenvolvimento (52) desktop (14) DevOps (1) DevSecOps (1) dic (1) Dica de leitura (49) dica DLins (2) dicas do Flávio (27) diocast (1) dioliunx (3) distribuições Linux (11) Docker (16) DragonflyBSD (9) ead Diolinux (2) edição de vídeo (4) EMMI Linux (4) emuladores (4) endless (5) English interview (2) Enless OS (2) entrevista (16) espaço aberto (87) evento (3) facebook (1) filesystem (54) financiamento coletivo (2) fork (2) fox n forests (4) FreeBSD (9) Funtoo Linux (13) games (87) gerenciadores de pacotes (1) GOG (3) google (8) gpu (1) hardware (94) I.A (1) init system (7) Intel (14) IoT (1) ispconfig (1) jogos (31) kernel (114) lançamento (31) leis (1) LFCS (1) licenças (7) Linus (14) Linux (194) linux foundation (3) linux para leigos (1) live (4) LPI (10) LTS (1) machine learning (1) mesa redonda (28) microst (1) muito além do GNU (105) não viva de boatos (10) navegadores (2) NetBSD (3) novatec (17) o meu ambiente de trabalho (3) off-topic (14) open source (76) OpenBSD (3) OpenShift (1) os vários sabores de Linux (32) padrim (2) palestras e eventos (2) partições (6) pentest (6) processadores (20) professor Augusto Manzano (11) Programação (38) propagandas com Linux (8) Red Hat (10) redes (2) resenha nerd (4) Resumo da Semana do Dlins (2) resumo do Tux (23) retrospectiva Linux (1) runlevel (2) segurança digital (13) servidores (1) sistema operacional (13) Software livre e de código aberto (150) sorteio (3) Steam (8) Steam no Linux (6) supercomputadores (3) suse (3) systemd (8) terminal (71) toca do tux (1) toybox (12) tutorial (2) Tux (2) unboxing (7) UNIX (16) UNIX Toolbox (15) vartroy (1) vga (1) vulnerabilidade (3) wayland (1) whatsapp (1) Windows Subsystem for Linux (1) wine (11) WoT (1) ZFS (4)