Micro Magic promete RISC-V de 5GHz

 Parece estranho afirmar, mas estamos em um período de transição de arquiteturas. O X86 está sendo descrito como não fazendo mais sentido, as empresas andam focando muito na arquitetura RISC (mais especificamente nos ARMs) e o Risc-V entrando como um grande rival após a Nvidia ter adquirido o ARM.

 As noticias sobre Risc-V sempre me surpreende. Eu já postei sobre o hammerblade (um RISC-V de 511 núcleos) e agora é a vez da Micro Magic. No dia 02 de Dezembro a empresa Micro Magic divulgou um press release de um processador Risc-V de 64 bits mais poderoso do mundo com clock de 5.0GHz utilizando apenas 1.1V.
"Depois de ter exito no RISC-V mais rápido do mundo à 5GHz e 13,000 CoreMarks, nós alcançamos outra marca ao produzir acima de 8,000 CoreMarks à 3GHz enquanto consome menos de 70mW."
 Através de suas ferramentas, a Micro Magic demonstrou seu silício em operação que se demonstram mais de 10 vezes melhor do que qualquer CISC/RISC/MIPS. O que pode se tratar de  uma revolução no uso de smartphones e tablets (mas não descartam também desktops, servidores e até supercomputadores).


 O que nos resta é esperar e ver se na prática o Risc-V vai realmente nós surpreender já que as notícias são animadoras. Se isso realmente acontecer, imagina quando ocorrer a transição do silício para o grafeno ou o borofeno. Imagina como será renderizar filmes (lembrando que Shrek levou em torno de nove meses para ser renderizado em um render farm), compilar seus códigos (imagina compilar o kernel :), trabalhar com simulações, super computadores, machine learning e jogar.

Press Release do Risc-V da Micro Magic



Comente com o Facebook:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Marcadores

A pior história sobre Linux que já ouvi (5) A.I (1) ambiente gráfico (15) AMD (14) analise (9) Andriod (8) artigo (5) benchmark (3) BSDs (20) btrfs (12) Caixa de Ferramentas do UNIX (19) canto do Diego Lins (2) certificações Linux (6) Código Fonte (50) comandos (17) comp (1) compressores (4) container (1) CPU (18) criptografia (2) crowdfunding (9) cursos (21) daemons (13) Debian (30) desenvolvimento (55) desktop (17) DevOps (1) DevSecOps (1) dic (1) Dica de leitura (57) dica DLins (2) dicas do Flávio (27) Dicas TechWarn (1) diocast (1) dioliunx (3) distribuições Linux (13) Docker (7) DragonflyBSD (15) ead Diolinux (2) edição de vídeo (4) EMMI Linux (4) emuladores (5) endless (5) English interview (2) Enless OS (2) entrevista (16) espaço aberto (83) evento (4) facebook (1) Fedora (5) filesystem (60) financiamento coletivo (2) fork (3) fox n forests (4) FreeBSD (12) Funtoo Linux (13) games (87) gerenciadores de pacotes (2) GOG (3) google (8) gpu (3) hardware (99) I.A (1) init system (7) Intel (15) IoT (1) ispconfig (1) jogos (33) kernel (116) lançamento (43) leis (1) LFCS (1) licenças (7) Linus (15) linus torvalds (1) Linux (190) linux foundation (3) linux para leigos (1) live (5) LPI (8) LTS (1) machine learning (1) meetup (1) mesa redonda (27) microsoft (3) microst (1) muito além do GNU (121) não viva de boatos (9) navegadores (3) NetBSD (3) novatec (17) o meu ambiente de trabalho (3) off-topic (12) open source (79) OpenBSD (3) OpenShift (1) os vários sabores de Linux (39) padrim (2) palestras e eventos (3) partições (6) pentest (6) processadores (26) professor Augusto Manzano (11) Programação (40) propagandas com Linux (8) Red Hat (16) redes (2) resenha nerd (4) Resumo da Semana do Dlins (2) resumo do Tux (19) retrospectiva Linux (1) risc-V (1) runlevel (2) Secomp (1) segurança digital (15) servidores (1) shell (1) sistema operacional (19) Software livre e de código aberto (150) sorteio (3) Steam (8) Steam no Linux (6) supercomputadores (4) suse (6) systemd (7) terminal (74) toca do tux (1) toybox (15) tutorial (6) Tux (3) unboxing (7) UNIX (16) UNIX Toolbox (14) vartroy (1) vga (1) vulnerabilidade (3) wayland (2) whatsapp (1) Windows Subsystem for Linux (1) wine (12) WoT (1) ZFS (9)