Atualizações do Btrfs 5.6


Atualizações do Btrfs 5.6
Atualizações do Btrfs 5.6
 Btrfs é sistema de arquivos (ou filesystem) copy-on-write, moderno e de proposito geral e que possui uma gama de recursos proporcionando vantagens ao Linux. Eu venho comentando sobre o Btrfs no meu canal e no meu blog há anos e no ano passado, esse sistema de arquivos passou a ser exigência na própria LPI.  Esse no caso foi o primeiro que eu resolvi fazer e que depois se tornou uma playlist:


 Mas falando da nova versão, Nn dia 27 de Janeiro, David Sterba da Suse anunciou as atualizações para a versão 5.6 do Btrfs que recebeu os seguintes recursos:
  • async discard
  • Habilitação do "mount -o discard=async"
  • freed extents (extensões liberadas) não são descartadas imediatamente, mas agrupados e aparados depois, com IO rate limitante.
  • O "sync" mode submete short extents que poderiam ter sido ignorados completamente pelo dispositivo, para SATA anterior a 3.1 as requisições não são  enfileiradas e possuem um grande impacto no desempenho.
  • As actual discard IO requests foram mudadas da transaction commit para uma worker thread, melhorando a latência do commit.
  • IO rate e request size podem ser ajustadas pelos arquivos do sysfs, por hora habilitada somente com CONFIG_BTRFS_DEBUG já que poderíamos precisar adicionar/excluir os arquivos e não ter uma ABI estável para uso geral, padrões são conservativos
  • export device state info no sysfs, ex.: missing, writeable
  • no discard de extents conhecidos por serem intocados no dispositivo de armazenamento (ex.: depois de ser reservado)
  • Logo do device stats reset como nome de processo e PID que chamavam o ioctl
 Além da nova atualização com novos recursos, a versão conta também com mais cinco correções e oito alterações.

 Um novo recurso que pode ser implementado na próxima versão (ou na próxima atualização da mesma versão) é a DRW lock [(D)ouble (R)eader (W)riter lock] que foi sugerido por Nikolay Borisov (também da Suse). DRW lock é uma técnica antiga de locking primitive que permite ter múltiplos readers ou writers mas não múltiplos readers e writers simultaneamente. O código é consignado a partir do open-coded locking scheme utilizado para excluir snapshots pendentes do nocow writers e vice-versa. A implementação atual favorece os Readers (que é criador de snapshot) para os writers (nocow writers do filesystem).

Comente com o Facebook:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Marcadores

A pior história sobre Linux que já ouvi (5) A.I (1) ambiente gráfico (13) AMD (13) analise (9) Andriod (8) artigo (5) benchmark (2) BSDs (16) btrfs (9) Caixa de Ferramentas do UNIX (21) canto do Diego Lins (2) certificações Linux (7) Código Fonte (53) comandos (16) comp (1) compressores (5) container (2) CPU (12) criptografia (2) crowdfunding (9) cursos (18) daemons (13) Debian (30) desenvolvimento (53) desktop (15) DevOps (1) DevSecOps (1) dic (1) Dica de leitura (49) dica DLins (2) dicas do Flávio (27) diocast (1) dioliunx (3) distribuições Linux (11) Docker (16) DragonflyBSD (10) ead Diolinux (2) edição de vídeo (4) EMMI Linux (4) emuladores (4) endless (5) English interview (2) Enless OS (2) entrevista (16) espaço aberto (87) evento (3) facebook (1) Fedora (3) filesystem (56) financiamento coletivo (2) fork (2) fox n forests (4) FreeBSD (11) Funtoo Linux (13) games (87) gerenciadores de pacotes (2) GOG (3) google (8) gpu (1) hardware (94) I.A (1) init system (7) Intel (14) IoT (1) ispconfig (1) jogos (31) kernel (115) lançamento (35) leis (1) LFCS (1) licenças (7) Linus (14) Linux (194) linux foundation (3) linux para leigos (1) live (4) LPI (10) LTS (1) machine learning (1) mesa redonda (28) microst (1) muito além do GNU (109) não viva de boatos (10) navegadores (2) NetBSD (3) novatec (17) o meu ambiente de trabalho (3) off-topic (14) open source (76) OpenBSD (3) OpenShift (1) os vários sabores de Linux (34) padrim (2) palestras e eventos (2) partições (6) pentest (6) processadores (20) professor Augusto Manzano (11) Programação (39) propagandas com Linux (8) Red Hat (13) redes (2) resenha nerd (4) Resumo da Semana do Dlins (2) resumo do Tux (23) retrospectiva Linux (1) runlevel (2) segurança digital (13) servidores (1) shell (1) sistema operacional (14) Software livre e de código aberto (150) sorteio (3) Steam (8) Steam no Linux (6) supercomputadores (3) suse (3) systemd (8) terminal (74) toca do tux (1) toybox (14) tutorial (4) Tux (2) unboxing (7) UNIX (17) UNIX Toolbox (15) vartroy (1) vga (1) vulnerabilidade (3) wayland (1) whatsapp (1) Windows Subsystem for Linux (1) wine (11) WoT (1) ZFS (6)