Novidades sobre o j-core

Novidades sobre o j-core
Novidades sobre o j-core
 Se chegou distraído e não faz ideia do que se trata o j-core, então eu explico de novo, sem crise. j-core é uma família de processadores inicialmente baseado no SuperH da Hitachi que foi utilizado no vídeo game Dreamcast da Sega, em arcades e também em robos no setor automotivo (sim, esse processador foi utilizado em robos que montam carros). A galera chegou a utilizar o Dreamcast como servidor VPN com Linux.

 Devido se tratar de um Risc hibrido (processadores risc realizam um calculo de cada vez enquanto o SuperH é um risc que realiza cálculos em paralelo), esse processador chegou a ser cobiçado. E depois que a Hitachi perdeu sua patente, então estão produzindo-o novamente na Índia para ser utilizado na IoT e em vários outros lugares. Neste artigo eu explico melhor onde cada um será aplicado.


 No dia 5 de Dezembro, as Turtle boards chegaram ao Canada e algumas estão indo para o Japão. Em Janeiro (especificamente no dia 13 de Janeiro) do ano que vem, irão realizar uma curta apresentação  de 20 minutos na linuxconf.au onde irão explicar por que estão trabalhando no j-core. Ainda há muito trabalho técnico a ser feito, mas parece que irão fazer mais apresentações em outros ventos. Vamos aguardar para ver o que acontece no futuro.

Comente com o Facebook:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Marcadores

A pior história sobre Linux que já ouvi (5) A.I (1) ambiente gráfico (14) AMD (13) analise (9) Andriod (8) artigo (5) benchmark (3) BSDs (16) btrfs (10) Caixa de Ferramentas do UNIX (19) canto do Diego Lins (2) certificações Linux (6) Código Fonte (50) comandos (16) comp (1) compressores (4) container (1) CPU (13) criptografia (2) crowdfunding (9) cursos (19) daemons (13) Debian (29) desenvolvimento (53) desktop (15) DevOps (1) DevSecOps (1) dic (1) Dica de leitura (48) dica DLins (2) dicas do Flávio (27) diocast (1) dioliunx (3) distribuições Linux (12) Docker (7) DragonflyBSD (10) ead Diolinux (2) edição de vídeo (4) EMMI Linux (4) emuladores (5) endless (5) English interview (2) Enless OS (2) entrevista (16) espaço aberto (83) evento (3) facebook (1) Fedora (4) filesystem (56) financiamento coletivo (2) fork (3) fox n forests (4) FreeBSD (11) Funtoo Linux (13) games (87) gerenciadores de pacotes (2) GOG (3) google (8) gpu (1) hardware (94) I.A (1) init system (7) Intel (13) IoT (1) ispconfig (1) jogos (33) kernel (114) lançamento (38) leis (1) LFCS (1) licenças (7) Linus (14) Linux (187) linux foundation (3) linux para leigos (1) live (4) LPI (8) LTS (1) machine learning (1) mesa redonda (27) microsoft (2) microst (1) muito além do GNU (113) não viva de boatos (9) navegadores (2) NetBSD (3) novatec (17) o meu ambiente de trabalho (3) off-topic (12) open source (76) OpenBSD (3) OpenShift (1) os vários sabores de Linux (35) padrim (2) palestras e eventos (2) partições (6) pentest (6) processadores (21) professor Augusto Manzano (11) Programação (40) propagandas com Linux (8) Red Hat (13) redes (2) resenha nerd (4) Resumo da Semana do Dlins (2) resumo do Tux (19) retrospectiva Linux (1) runlevel (2) segurança digital (13) servidores (1) shell (1) sistema operacional (18) Software livre e de código aberto (145) sorteio (3) Steam (8) Steam no Linux (6) supercomputadores (3) suse (3) systemd (7) terminal (73) toca do tux (1) toybox (14) tutorial (5) Tux (3) unboxing (7) UNIX (15) UNIX Toolbox (14) vartroy (1) vga (1) vulnerabilidade (3) wayland (1) whatsapp (1) Windows Subsystem for Linux (1) wine (12) WoT (1) ZFS (7)