Lançado os sistema de arquivos Lustre 2.13.0

 Lustre é um sistema de arquivos paralelo que foi desenvolvido pela organização técnica OpenSFS que tem como foco tecnologias de sistema de arquivos open source e high-end. Esse sistema de arquivos é open-source e possui suporte a muitas requisições de ambientes de simulação de classe HPC (suporte a centenas de petabytes armazenamento e centenas de gigabytes de transferência por segundo de I/O). Esse sistema de arquivos foi desenvolvido pela 

Arquitetura do Lustre File System
Arquitetura do Lustre File System
 O Lustre é adotado pelo Laboratório Nacional do Departamento de Energia dos Estados Unidos (United States Department of Energy national laboratories) vindo a dar apoio ao Lustre devido sua alta demanda de I/O. Tanto é que em certos aspectos, o Lustre possui características melhor do que o ZFS como o seu OSD (Object Storage Devices) ter melhorias no desempenho mas mantendo a compatibilidade com o ZPL (ZFS POSIX Layer). Em outras características, ambos são muitos semelhantes; porém, o ZFS ainda possui características difícil de serem vencidas. A imagem abaixo (extraída da própria wiki do projeto) faz um comparativo entre os dois sistemas de arquivos:
 Será que esse o Lustre é o maior competidor do ZFS no momento? Está aí mais um sistema de arquivos para eu iniciar os meus estudos. Esse é mais um sistema de arquivos exclusivo para Linux  (como sempre, Linux sendo rico em alternativas) disponível no pacote RPM e DEB (somente no client para Ubuuntu 18.04. Apesar que eu já mostrei como utilizar binários .deb em outras distribuições ).


Também é possível baixar o código fonte no git do projeto com o comando abaixo:
git clone git://git.whamcloud.com/fs/lustre-release.git
http://lustre.org/download/

Comente com o Facebook:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Marcadores

A pior história sobre Linux que já ouvi (4) A.I (1) ambiente gráfico (12) AMD (13) analise (8) Andriod (6) artigo (5) benchmark (1) BSDs (12) btrfs (6) Caixa de Ferramentas do UNIX (21) canto do Diego Lins (2) certificações Linux (7) Código Fonte (53) comandos (15) comp (1) compressores (5) container (1) CPU (12) criptografia (1) crowdfunding (9) cursos (18) daemons (13) Debian (30) desenvolvimento (47) desktop (13) DevOps (1) DevSecOps (1) dic (1) Dica de leitura (48) dica DLins (2) dicas do Flávio (27) diocast (1) dioliunx (3) distribuições Linux (11) Docker (15) DragonflyBSD (6) ead Diolinux (2) edição de vídeo (4) EMMI Linux (4) emuladores (3) endless (5) English interview (2) Enless OS (2) entrevista (16) espaço aberto (87) evento (3) facebook (1) filesystem (50) financiamento coletivo (2) fork (2) fox n forests (4) FreeBSD (8) Funtoo Linux (13) games (85) GOG (3) google (8) gpu (1) hardware (93) I.A (1) init system (6) Intel (14) IoT (1) ispconfig (1) jogos (28) kernel (111) lançamento (27) leis (1) LFCS (1) licenças (7) Linus (14) Linux (193) linux foundation (3) linux para leigos (1) live (4) LPI (10) LTS (1) machine learning (1) mesa redonda (28) microst (1) muito além do GNU (99) não viva de boatos (10) navegadores (2) NetBSD (2) novatec (17) o meu ambiente de trabalho (3) off-topic (14) open source (76) OpenBSD (2) OpenShift (1) os vários sabores de Linux (32) padrim (2) palestras e eventos (2) partições (6) pentest (6) processadores (20) professor Augusto Manzano (11) Programação (34) propagandas com Linux (8) Red Hat (10) redes (2) resenha nerd (4) Resumo da Semana do Dlins (2) resumo do Tux (23) retrospectiva Linux (1) runlevel (2) segurança digital (12) servidores (1) sistema operacional (12) Software livre e de código aberto (150) sorteio (3) Steam (8) Steam no Linux (6) supercomputadores (2) suse (3) systemd (7) terminal (70) toca do tux (1) toybox (12) tutorial (2) Tux (2) unboxing (7) UNIX (16) UNIX Toolbox (15) vartroy (1) vga (1) vulnerabilidade (3) whatsapp (1) Windows Subsystem for Linux (1) wine (11) WoT (1) ZFS (3)