Lançadas novas versões das ferramentas do projeto Skarnet


A Skarnet desenvolve várias ferramentas para Sistemas operacionais Unix (e unicamente unix)  como a S6 (pronuncia-se Six, seis em inglês) ou para serem utilizadas em conjunto a tais como a SystemV ou OpenRC agregando-lhes mais recursos. Para colocá-las a prova, o próprio site da Skarnet roda sobre uma distribuição Linux desenvolvida e mantida pelo proprio projeto fazendo uso tais ferramentas.

 A base dessa distribuição (como descrito no próprio site) é o kernel Linux, a biblioteca musl, o terminal Busybox e suas ferramentas. Vale notar que o proprio projeto descreve que as unicas ferramentas GNU que são utilizadas são o GCC e o Make por motivos de compilação e mais nada (muito além do GNU é um processo natural). Suas ferramentas estão sob dominio publico ou algum tipo de BSD.
curso-linux-da-migração-a-administração-do-sistema-operacional
CLIQUE AQUI, VENHA APRENDER LINUX COMIGO E TORNE-SE UM VERDADEIRO PROFISSIONAL.
 Foram lançadas novas versões com novos recursos como a biblioteca skalibs-2.9.0.0 (a principal de toda a pilha skarnet sendo o maior lançamento com dois novos recursos) com algumas funções de baixo nível que foram reescritas de simplificadas e mais eficientes. Um dos dois novos recursos é o de Cross-compilation mais fácil. Git do projeto.

 O  s6-svscan e o s6-supervise do s6 receberam melhorias na parte de mudança repentina que podem ocorrer no tempo de inicialização (tipico de sistemas embarcados que não possuem um clock de hardware persistente) e correções de bugs. Os programas do s6-fdholder-*c  foram removidos por  mal terem sido utilizados, o que não justifica o espaço que estavam ocupando. Git do projeto.


Comente com o Facebook:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Marcadores

A pior história sobre Linux que já ouvi (5) A.I (1) ambiente gráfico (14) AMD (13) analise (9) Andriod (8) artigo (5) benchmark (3) BSDs (16) btrfs (10) Caixa de Ferramentas do UNIX (19) canto do Diego Lins (2) certificações Linux (6) Código Fonte (50) comandos (16) comp (1) compressores (4) container (1) CPU (13) criptografia (2) crowdfunding (9) cursos (19) daemons (13) Debian (29) desenvolvimento (53) desktop (15) DevOps (1) DevSecOps (1) dic (1) Dica de leitura (48) dica DLins (2) dicas do Flávio (27) diocast (1) dioliunx (3) distribuições Linux (12) Docker (7) DragonflyBSD (10) ead Diolinux (2) edição de vídeo (4) EMMI Linux (4) emuladores (5) endless (5) English interview (2) Enless OS (2) entrevista (16) espaço aberto (83) evento (3) facebook (1) Fedora (4) filesystem (56) financiamento coletivo (2) fork (3) fox n forests (4) FreeBSD (11) Funtoo Linux (13) games (87) gerenciadores de pacotes (2) GOG (3) google (8) gpu (1) hardware (94) I.A (1) init system (7) Intel (13) IoT (1) ispconfig (1) jogos (33) kernel (114) lançamento (38) leis (1) LFCS (1) licenças (7) Linus (14) Linux (187) linux foundation (3) linux para leigos (1) live (4) LPI (8) LTS (1) machine learning (1) mesa redonda (27) microsoft (2) microst (1) muito além do GNU (113) não viva de boatos (9) navegadores (2) NetBSD (3) novatec (17) o meu ambiente de trabalho (3) off-topic (12) open source (76) OpenBSD (3) OpenShift (1) os vários sabores de Linux (35) padrim (2) palestras e eventos (2) partições (6) pentest (6) processadores (21) professor Augusto Manzano (11) Programação (40) propagandas com Linux (8) Red Hat (13) redes (2) resenha nerd (4) Resumo da Semana do Dlins (2) resumo do Tux (19) retrospectiva Linux (1) runlevel (2) segurança digital (13) servidores (1) shell (1) sistema operacional (18) Software livre e de código aberto (145) sorteio (3) Steam (8) Steam no Linux (6) supercomputadores (3) suse (3) systemd (7) terminal (73) toca do tux (1) toybox (14) tutorial (5) Tux (3) unboxing (7) UNIX (15) UNIX Toolbox (14) vartroy (1) vga (1) vulnerabilidade (3) wayland (1) whatsapp (1) Windows Subsystem for Linux (1) wine (12) WoT (1) ZFS (7)