Thunderbolt - a nova interface de conexão de periféricos do Linux

USB Type-C connector on a Thunderbolt 3 cable
Conector USB Tiype C em um cabo Thunderbolt 3
Thunderbolt é a nova interface que irá realização conexão de periféricos no Linux e que é desenvolvida pela Intel. Essa nova interface permitirá que o dispositivo tenha acesso direto a DMA sem a necessidade da intervenção do sistema operacional ou até mesmo do processador. Isso faz com que seu acesso seja mais rápido e ofereça mais segurança ao sistema.
Logo do Thunderbolt
Logo do Thunderbolt
Isso ocorre adotando um esquema (a partir da 3ª versão) de 5 níveis diferentes que é configurado pelo firmware do sistema:
  1. none: Segurança desabilitada, todos os dispositivos funcionarão completamente na conexão.
  2. dponly: Passará somente a display-port stream pelo dispositivo conectado.
  3. user: O dispositivo conectado precisa ser manualmente autorizado pelo usuário.
  4. secure: Como 'user', mas em conjunto com uma chave secreta para verificar sua identidade.
  5. usbonly: Um túnel PCIe é criado para uma controladora USB em um thunderbolt dock; nenhum outro túnel downstream PCIe é autorizado (requer o kernel 4.17 em diante e hardware mais recente).
Apesar de mencionado o kernel 4.17 em diante, O Thunderbolt faz uso da interface do sysfs que foi introduzido no kernel 4.13 adicionando mais segurança ao userspace (além de vários outros recursos) e já podíamos ver o Thunderbolto no kernel 4.14.

Pseudo file system sysfs a partir do kernel 4.13 e que é utilizado pelo Thunderbolt
Pseudo file system sysfs a partir do kernel 4.13 e que é utilizado pelo Thunderbolt
Segunda coisa interessante é a adoção do Ninja Build para compilá-lo ao invés do make (sim, acho muito mais interessante) e que já fez parte aqui do blog e do canal como uma das ferramentas muito além do GNU.

Agora, indo para a parte que a galera mimimi vai chorar. O Thunderbolt será (digamos) parte integrante do systemd (que comece o choro já que é livre). O núcleo do Thunderbolt é o boltd e utilizaremos o comando boltctl para controlá-lo:
Comando boltctl como front end da daemon boltd do Thunderbolt.
Comando boltctl como front end da daemon boltd do Thunderbolt.

Compartilhe isso

Leia outros posts

Próximo post
« Próximo post
Post Anterior
Próximo Post »