Lançado LLVM 4.0.1

Eu já havia mencionado sobre o LLVM/Clang no artigo Redução do kernel Linux e do filesystem para IoT:
Aritgo sobre a redução do kernel e do filesystem para IoT
LLVM/Clang é compilador C/C++ que será utilizado como padrão no Linux como pode ser conferido no artigo O dia que o pinguim adquire asas e cauda de um dragão de ferro . A distribuição Open Mandriva já faz uso de quase 100% desse compilador como padrão e espero assim continuar; a própria distribuição Debian também também já faz desse compilador em muitos de seus pacotes (para a minha felicidade).
Página oficinal LLVM da Linux Foundation
Eu não poderia deixar de fazer esse anuncio uma vez que o LLVM/Clang vai fazer parte da série Muito além do GNU. então, confiram só que essa em que Tom Stellard anuncia que a nova versão traz correções de bugs presentes na versão 4.0.0 (inclusive esse lançamento é compatível com a versão anterior). Tudo bem... é só isso...

A versão anterior (na qual a 4.0.1 possui compatibilidade) inclui o uso de profile data em ThinLTO, eliminação de código morto (aggressive dead code elimination) mais agressivo more aggressive, suporte experimental a co-rotinas, alvo AVR experimental, melhor compatibilidade com o GNU ld e melhorias de desempenho significativas em LLD, tão bem quanto melhorias em otimoizações e muito mais.

A equipe do LLVM agradece a equipe de testers (Hans Wennborg, Bernhard Rosenkränzer, Dimitry Andric, Simon Dardis, Sylvestre Ledru, Diana Picus, Vedant Kumar) que sem seles não seria possível o seu lançamento. Agradecem tambem a todos que ajudaram a identificar bugs criticos, encontrar bug-fixes e resolver conflitos.
Agora é só aguardar a nova versão estar aqui.

Comente com o Facebook:

Deixe seu Comentário

Marcadores

A pior história sobre Linux que já ouvi (3) ambiente gráfico (11) AMD (13) analise (8) Andriod (6) artigo (5) benchmark (1) BSDs (12) btrfs (6) Caixa de Ferramentas do UNIX (21) canto do Diego Lins (2) certificações Linux (7) Código Fonte (53) comandos (13) comp (1) compressores (5) container (1) CPU (12) criptografia (1) crowdfunding (9) cursos (18) daemons (13) Debian (30) desenvolvimento (44) desktop (13) DevOps (1) DevSecOps (1) dic (1) Dica de leitura (44) dica DLins (2) dicas do Flávio (27) diocast (1) dioliunx (3) distribuições Linux (11) Docker (15) DragonflyBSD (5) ead Diolinux (2) edição de vídeo (4) EMMI Linux (4) emuladores (2) endless (5) English interview (2) Enless OS (2) entrevista (16) espaço aberto (87) evento (3) facebook (1) filesystem (47) financiamento coletivo (2) fork (2) fox n forests (4) FreeBSD (8) Funtoo Linux (13) games (84) GOG (3) google (8) gpu (1) hardware (92) init system (6) Intel (14) IoT (1) ispconfig (1) jogos (27) kernel (110) lançamento (22) leis (1) LFCS (1) licenças (6) Linus (14) Linux (193) linux foundation (3) linux para leigos (1) live (4) LPI (10) LTS (1) mesa redonda (28) microst (1) muito além do GNU (93) não viva de boatos (9) navegadores (2) NetBSD (2) novatec (16) o meu ambiente de trabalho (3) off-topic (14) open source (76) OpenBSD (2) OpenShift (1) os vários sabores de Linux (29) padrim (2) palestras e eventos (2) partições (6) pentest (6) processadores (19) professor Augusto Manzano (9) Programação (30) propagandas com Linux (8) Red Hat (10) redes (2) resenha nerd (4) Resumo da Semana do Dlins (2) resumo do Tux (23) retrospectiva Linux (1) runlevel (2) segurança digital (12) servidores (1) sistema operacional (10) Software livre e de código aberto (149) sorteio (3) Steam (8) Steam no Linux (6) supercomputadores (1) suse (3) systemd (7) terminal (68) toca do tux (1) toybox (10) tutorial (2) Tux (2) unboxing (7) UNIX (16) UNIX Toolbox (15) vartroy (1) vga (1) vulnerabilidade (3) whatsapp (1) Windows Subsystem for Linux (1) wine (11) WoT (1) ZFS (2)