Muito além do GNU - Toybox

Beleza cambada?

Continuando no raciocínio sobre comandos, apresento a vocês o Toybox. Para quem já conhece o Busybox se torna mais fácil saber do que se trata. E para você que não sabe o que é, o Busybox é o conjunto de comandos agrupados em um único programa. Ele foi criado pelo cara que assumiu o Debian na saída de Ian Murdock. Foi o cara que também que deu a ideia de code nome com bonecos do Toy Story para cada lançamento do Debian. O busybox é utilizado durante o processo de boot do Linux estando dentro do initrd e do initramfs. O Red Hat Enterprise Linux possui um próprio chamado Nash.
O toybox é a mesma coisa que o busybox (o conjunto de comandos agrupados em um único binários); porém, diferente do busybox que é uma implementação de comandos já existentes, o toybox é todo reescrito do zero e é menor e mais simples do que o busybox (porém como o mesmo poder de fogo).

Os terminais não ficam longe do que o Busybox e o toybox são. O Bash mesmo por exemplo (que você está mais acostumado) possui muitos comandos dentro dele assim como o busybox e o toybox. Outros comando utilizados externamente são consultados através da variável $PATH que o comando lê o caminho que está nela e executa após encontrar aonde o programa (comando) está.

Existem distribuições que utilizam o Busybox como terminal padrão ao invés do Bash e no caso do toybox, ele foi o substituto do busybox no Android Marshmallow (que anteriormente tinha sido o substitudo do toolbox do android) e futuramente no Tizen. Confiram o vídeo =)

Analista (bilíngue) de sistemas, redator do blog Diolinuxtradutor da distribuição Funtoo e parte da distribuição IPFire, do manual chamado Caixa de Ferramentas do UNIX e do manual Zsh Lovers. Dono dos canais e blogs Toca do Tux e Resenha Nerd:

Compartilhe isso

Leia outros posts

Próximo post
« Próximo post
Post Anterior
Próximo Post »

Compre na imago brinquedos

Compre na imago brinquedos
Utilize o cupom de desconto TOCADOTUX e ecnomize 5% na sua compra