Como conheci o ReactOS

Como todos sabem, meu ultimo vídeo não teve nada a ver com Linux, mas tive que fazer esse vídeo para retirar essa confusão que acontece.
 Conheça então um pouco sobre o ReactOS, o sistema operacional baseado no Wine.

Como conheci o ReactOS

 Bom. meu vídeo foi lançado cinco horas atras. Queria contar como foi que eu conheci esse sistema.


 Sabe aquela época que sofremos de uma euforia e sede de baixar distribuições para testar? Acho que todos passamos por isso né. Raro um que não passe por essa fase.
 Pois é, foi nessa época que conheci o ReactOS. Eu estava estudando sobre distribuições, daí estava baixando e testando para saber o que cada uma tinha a oferecer.

 E como eu baixei logo o ReactOS sendo que não tem nada a ver com Linux? Simples! Até aquele momento, para mim que não sabia o que estava baixando, era mais uma no meio da multidão de distribuições existentes. Mesmo depois de instalar e rodar o sistema, nem percebi tal coisa, pois apresentava bom desempenho e uma interface gráfica que me lembrava a BlackBox.


 Tudo bem, Blackbox e a GUI do ReactOS não são lá parecidas, mas já acostumado a saber que cada distro personaliza sua GUI, então desconsiderei que fosse a Blackbox.

 Até aí estava tudo bem, estava eu la com a minha suposta distribuição Linux. Foi quando me dei conta, ao abrir o terminal, que os comandos não eram o mesmo, os que eu tentava executar não eram encontrados (uname, ls, whoami). Quem era o imbecil que teve a ideia de desenvolver uma distribuição que eu não consiga executar um só comando?
 Piorou foi quando descobri que não conseguia instalar os meus programas. Foi a partir daí que me dei conta de que estava com outra coisa.

 Daí comecei a pesquisar e descobri que não havia relação (Wikipedia é um salva patera nesses momentos) e dei uma aprofundada somente para fins de conhecimento. Descobri que se trata de um sistema operacional baseado no Wine.Estranha a afirmação, não? Um sistema operacional baseado em um programa. Mas é isso que ele é, um sistema operacional com kernel clone do WindowsNT (escrito do zero para ser mais claro) baseado no Wine.


 Conheci esse sistema por acidente; agora, não me pergunte como, no meio de estudos sobre Linux, eu encontrei, porque eu não faço ideia. 

 Vai entender  a vida.

Leia também o artigo "Uma breve visão sobre o projeto Wine".
Veja sobre o ReactOS também no artigo "5 diferentes modelos de kernel".

Comente com o Facebook:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Marcadores

A pior história sobre Linux que já ouvi (5) A.I (1) ambiente gráfico (13) AMD (13) analise (8) Andriod (7) artigo (5) benchmark (1) BSDs (13) btrfs (6) Caixa de Ferramentas do UNIX (21) canto do Diego Lins (2) certificações Linux (7) Código Fonte (53) comandos (15) comp (1) compressores (5) container (1) CPU (12) criptografia (1) crowdfunding (9) cursos (18) daemons (13) Debian (30) desenvolvimento (47) desktop (13) DevOps (1) DevSecOps (1) dic (1) Dica de leitura (48) dica DLins (2) dicas do Flávio (27) diocast (1) dioliunx (3) distribuições Linux (11) Docker (15) DragonflyBSD (7) ead Diolinux (2) edição de vídeo (4) EMMI Linux (4) emuladores (3) endless (5) English interview (2) Enless OS (2) entrevista (16) espaço aberto (87) evento (3) facebook (1) filesystem (50) financiamento coletivo (2) fork (2) fox n forests (4) FreeBSD (9) Funtoo Linux (13) games (85) GOG (3) google (8) gpu (1) hardware (93) I.A (1) init system (6) Intel (14) IoT (1) ispconfig (1) jogos (28) kernel (111) lançamento (29) leis (1) LFCS (1) licenças (7) Linus (14) Linux (194) linux foundation (3) linux para leigos (1) live (4) LPI (10) LTS (1) machine learning (1) mesa redonda (28) microst (1) muito além do GNU (100) não viva de boatos (10) navegadores (2) NetBSD (3) novatec (17) o meu ambiente de trabalho (3) off-topic (14) open source (76) OpenBSD (3) OpenShift (1) os vários sabores de Linux (32) padrim (2) palestras e eventos (2) partições (6) pentest (6) processadores (20) professor Augusto Manzano (11) Programação (34) propagandas com Linux (8) Red Hat (10) redes (2) resenha nerd (4) Resumo da Semana do Dlins (2) resumo do Tux (23) retrospectiva Linux (1) runlevel (2) segurança digital (12) servidores (1) sistema operacional (12) Software livre e de código aberto (150) sorteio (3) Steam (8) Steam no Linux (6) supercomputadores (2) suse (3) systemd (7) terminal (70) toca do tux (1) toybox (12) tutorial (2) Tux (2) unboxing (7) UNIX (16) UNIX Toolbox (15) vartroy (1) vga (1) vulnerabilidade (3) wayland (1) whatsapp (1) Windows Subsystem for Linux (1) wine (11) WoT (1) ZFS (3)