Definição Unix-like


O termo Unix-like é amplamente utilizado para descrever os sistemas operacionais que compartilham muitas das características do original UNIX, que foi escrito em 1969 por Ken Thompson na Bell Labs, e seu sucessores.


A popularidade desse termo é muito devido ao fato de que é um jeito muito conveniente e lógico de descrever os numerosos diversos sistemas operacionais que se encaixam nessa categoria. Isso também é devido em parte à controversa a respeito do que realmente é UNIX e como esse termo deve ser utilizado. Essa controversa, por sua vez, tem surgido grandemente como um resultado da complexa história do UNIX e dos sistemas operacionais que tem sido baseado nele.
A categoria dos sistemas operacionais Unix-like claramente inclui aqueles sistemas que possuem três das seguintes características: uma linhagem de código fonte direta a partir do UNIX original, características obvias do UNIX e oficialmente descrevem a si mesmos como sendo UNIX. Código fonte é a versão do software como ele é originalmente escrito (ex.digitado em um computador) por um humano em texto simples (ex.caracteres alfanuméricos legível à humano). Tais sistemas incluem AIX (desenvolvido pela IBM), HP-UX (desenvolvido pela HP), IRIX (desenvolvido pela Silicon Graphics), Solaris (desevolvido pela Sun Microsystems; hoje, atual Oracle Sun Microsystems) e True64 (desenvolvido pela Compaq para processadores alpha e agora obtida pela HP).
A categoria dos sistemas operacionais Unix-like também incluem clones do UNIX. Um clone é um programa [ex. um sistema operacional ou uma aplicação (programa)] que possui funções e comportamentos similares a outro mas a qual não contem código fonte daquele programa.
As funções e o comportamento dos clones do UNIX são, de fato, tão similares a aquelas versões anterior (e posteriores) do UNIX, que muitos usuários bem informados os consideram ser um UNIX. No entanto, eles não possuem uma linhagem direta do código fonte do original UNIX, e muitos deles não se descrevem oficialmente como sendo UNIX. Essa categoria inclui os BSDs (ex. FreeBSD, NetBSD, OpenBSD e Darwin), LinuxMINIX, QNX e Cygwin.

Sistemas operacionais Unix-like geralmente contem também muitos ou todos os aprimoramentos e novos recursos que  que foram subsequentemente adicionados na Universidade da Califórnia em Berkeley (UCB) e os quais são conhecidos como as extensões Berkeley (the Berkeley extensions). As extensões Berkeley incluem tais inovações universais como o C shell, também referido como cshTCP/IP (transmission control protocol/Internet protocol), que forma as bases para a Internet e muitos networks locais,  memória virtual, que permite um hard disk drive (HDD) simular memória principal adicional (additional main memory), e o editor de texto vi. Assim, tem sido sugerido que sistemas operacionais que denominam a sim mesmos como UNIX podem mais apropriadamente se denominar algo tal qual NIX/Berkeley.
BSD (Berkeley Software Distribution), a versão do UNIX desenvolvida a UCB nos anos 1970s e no inicio dos anos 1980s, foi amplamente considerado ser  um tipo de UNIX, como são seus descendentes da modernidade. De fato, o BSD incluiu UNIX em seu nome, tal como BSD UNIX 4.0, que foi lançado em Outubro de 1980.


O nome original do sistema operacional desenvolvido na Bell Labs foi UNIX (todo em letra maiúscula). Esse termo se tornou uma marca registrada que foi eventualmente adquirida pela The Open Group, um consorcio de industria que foi formada em 1996. The Open Group tenta permitir que sistemas operacionais se considerarem UNIX somente se eles conformam tanto com sua Single UNIX Specification e pagam um valor substancial (que é uma de suas fontes centrais de de receita). Assim, ao menos teoricamente, um sistema operacional não teria que conter qualquer do código fonte do UNIX original ou comportar muito semelhança superficial ao UNIX original para ser permitido chamar assim mesmo UNIX.
Adicionar a complexidade da situação é o fato de que há alguma controversa assim como para se o termo UNIX é na verdade uma marca registrada válida. Isso é por que a lei de marca registrada publica que quando um termo se torna muito amplamente utilizado como um termo genérico (ex. um termo que descreve uma classe de produtos em vez de uma única marca) ele pode perder seu status de marca registrada legalmente protegido.
A Apple Computer, que utilizar o Darwin (um sistema operacional Unix-like baseado no BSD; no FreeBSD) como o núcleo de seu sistema operacional Mac OS X crescentemente popular, reclama que o termo UNIX tem se tornado genérico e assim que ele não é uma marca registrada legalmente válida. Apple possui vastamente recursos financeiros e legais maiores do que os BSDs ou a maioria das distributions Linux (ex. versões), e assim ela não tem medo de chamar seu sistema operacional de UNIX. De fato, isso torna um número de afirmações eu seu website explicitamente referindo a sim mesmo como UNIX (e não com Unix-like), incluindo o seguinte: "Não deixe sau interface gráfica elegante e fácil de usar lhe iludir. Abaixo da superfície do Mac OS X encontra-se uma fundação UNIX de força a nível industrial dura no trabalho para assegurar que sua experiencia computacional permaneça livre de quebras do sistema e desempenho comprometido."
Como um resultado, a the Open Group está utilizando a Apple Computer para alegação de violação de marca registrada. Esse é um ato necessário para a the Open Group, como tentar proteger uma marca registrada do abuso pode ser um fator importante em decisões legais a respeito da validade da marca registrada. No entanto, algumas observadoras de empresa espera que esse caso será resolvido quietamente fora do tribunal por que nenhum lado quer arriscar um julgamentonegativo.
Os sistemas operacionais BSD são amplamente considerados como livre (tanto em uso monetário e com consideração para uso) implementação do UNIX, e assim como UNIX. No entanto, em contraste com a Apple, eles fazem uma ponta de não referir a sim mesmos como sendo UNIX em seus websites ou outros materiais a fim de evitar problemas potencialmente legais financeiros. Por exemplo, FreeBSD, o mais popular dos sistemas BSD (ao menos até o recente levantamento do Darwin), se descreve como sendo " . . . uma alternativa muito econômica para as workstations comerciais do UNIX®." NetBSD se descreve em sua homepage como " . . . um sistema operacional Open Source UNIX-like livre, seguro, e altamente portável disponível para muitas plataformas, . . . " OpenBSD se descreve como " . . . um sistema operacional UNIX-like baseado no BSD 4.4 LIVRE, multi-plataforma."
Alguns sistemas operacionais não buscam a marca UNIX por que os royalties seriam proibitivamente caros para eles devido aos fatos que eles são atualizados frequentemente (a qual exigiria re-certificação custosa) e eles se tornam disponíveis livremente pela Internet. Além disso, desenvolvedores de tais sistemas sentem que tal marca não proporcionaria qualquer vantagem significante, desde que seus usuários são geralmente bem informados e são interessados nos valores intrínsecos dos sistemas mais do que em seus nomes.
O termo Unix-like não possui qualquer implicação negativa a respeito da validade da marca registrada UNIX. De fato, poderia até mesmo ser argumentado que suporta a marca registrada ao proporcionar um termo conveniente por descrever sistemas operacionais que assemelham-se ao UNIX e ao seus sucessores de modo que eles, e seus usuários, não serão tentados ao uso inapropriado do termo UNIX.
Outra terminologia é também as vezes utilizada para referir aos sistemas operacionais Unix-like, particularmente UN*X, Un*x, *NIX e *nix.

________
1Um resumo excelente dessa disputa é fornecido pelo artigo Open Group, Tech Attorney Talk of Apple's Unix Trademark Dispute, OSViews, April 2005.

Created April 19, 2005. Updated June 18, 2006.
Copyright © 2005 - 2006 The Linux Information Project. All Rights Reserved.

Fonte: http://www.linfo.org/unix-like.html


Licença Creative Commons
Definição Unix-like de Gabriel da Silveira Costa (Toca do Tux) está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.
Baseado no trabalho disponível em http://tocadotux.blogspot.com.br/2015/02/poleminca-linux-ou-bsd-qual-o-melhor.html.
Podem estar disponíveis autorizações adicionais às concedidas no âmbito desta licença em https://creativecommons.org/licenses/by-sa/4.0/.

Sou analista (bilíngue) de microinformática, professor de inglês, tradutor e interprete.

 Sou também redator no blog Diolinux e um dos tradutores da distribuição Funtoo. Já fiz parte da distribuição IPFire por um tempo também, uma distribuição que gosto muito na parte de administrar o servidor por uma interface web.
 Possuo um manual chamado Caixa de Ferramentas do UNIX traduzido por mim e revisado por mais amigos que abrange tanto Linux (dentre algumas distribuições) quanto Solaris, BSDs, Mac OS X e em alguns momentos o Windows (devido a integração cliente servidor).
 Recentemente estou trabalhando em um manual de migração para Linux.

Compartilhe isso

Leia outros posts

Próximo post
« Próximo post
Post Anterior
Próximo Post »

Compre na imago brinquedos

Compre na imago brinquedos
Utilize o cupom de desconto TOCADOTUX e ecnomize 5% na sua compra