Lançado toybox 0.8.11

Lançado toybox 0.8.11

Lançado toybox 0.8.11

 No dia 8 de Abril foi lançada a versão 0.8.11 do terminal de comandos toybox (depois de nove meses depois de o ultimo lançamento, mas tivemos bastante novidades). Dentre as novidades estão os comandos tsortts, csplit e memeater. Os comandos fold e getopt foram promovidos.

 Os comandos também receberam novos recursos, em especial o comando mv que dua grande novidade é foi receber a nova opção -x (ou --swap) que agora permite indicar dois caminhos no file system de forma atômica. Observação que deve ser feita é que essa opção só é possível dentro do mesmo file system e caso não haja suporte a atomic swap, uma mensagem de erro será retornada. Esse recurso é permitido através syscal renameat2() que está presente no Linux há ~10 anos (essa é a minha grande critica ao Linux, tantos recursos poderosos e pouco explorados). Não parei para testar essa opção, mas eu trago algo aqui quando tiver tempo já que é a unica implementação de comando mv que possui esse recurso. Rob Landley enviou seu patch para o busybox e para o coreutils; se os projetos irão aceitar, já é outra história. Este recurso não estará disponível para as versão do MacOS e do FreeBSD já que se trata de uma system call do Linux, então, Rob Landley precisou gerar uma função no arquivo portability.[ch] para não ocorrer erros.

 O comando env -e ARQUIVO executa um comando diferente de argv[0]; o comando reset agora coloca os terminais brutos de volta no modo "cooked"; sort -k conta da direita para a esquerda, setsid segura o tty removendo a necessidade do getty e a opção -CC tenta pegar a sessão; o comando mount agora exibe file= quando exibe mounts em loopback; o comando wc (não gosto do nome desse comando, parece banheiro) ganhou a opção -L que exibe linhas mais longas; o comando tar ganhou a opção -h que detecta mais hardlinks; o comando cp agora copia xattr para diretórios e não somente arquivos; o comando count recebeu a opção -l e o netcat a opção -z. Os comandos readelf, ifconfig e file receberam novas informações a serem exibidas na tela

 Como em todo projeto que se presa em seu lançamento, houveram muitas correções de bugs, limpezas, muitas novidade em sua biblioteca e nos comando como pendentes; inclusive o comando passwd foi temporariamente despromovido devido a reescrita em na infraestrutura do lib/passwd.c  que ainda não está pronta. O comando yes agora utiliza a chamada writev() para melhorar o seu desempenho e evitando muitos bugs.


Saiba mais sobre o toybox clicando aqui


Comente com o Facebook:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Viu algum erro e quer compartilhar seu conhecimento? então comente aí.

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

Marcadores

A pior história sobre Linux que já ouvi (5) A.I (2) ambiente gráfico (19) AMD (14) analise (10) Andriod (16) android (7) Apple (1) arm (5) artigo (5) aws (1) bc (23) benchmark (6) BetrFS (1) blackhat (1) BSDs (30) btrfs (32) bugs (2) Caixa de Ferramentas do UNIX (19) canto do Diego Lins (2) certificações Linux (7) Código Fonte (54) comandos (32) comp (1) compressores (6) container (7) CPU (19) cracker (1) criptografia (5) crowdfunding (9) cursos (24) daemons (13) Debian (31) desempenho (1) desenvolvimento (92) desktop (19) DevOps (3) DevSecOps (4) dic (1) Dica de leitura (91) dica DLins (2) dicas do Flávio (27) Dicas TechWarn (1) diet libc (3) diocast (1) dioliunx (3) distribuições Linux (14) Docker (12) DragonflyBSD (22) driver (1) dropbear (3) ead Diolinux (2) edição de vídeo (5) embarcados (1) EMMI Linux (4) emuladores (9) endless (5) English interview (3) Enless OS (2) entrevista (17) espaço aberto (82) evento (6) facebook (1) Fedora (11) filesystem (82) financiamento coletivo (2) fork (4) fox n forests (4) FreeBSD (20) Funtoo Linux (13) games (94) gerenciadores de pacotes (4) glaucus (4) GOG (3) google (9) gpu (3) hacker (2) hardware (104) hash (1) helenos (3) I.A (1) init system (12) Intel (15) inteligencia artificial (2) IoT (1) ispconfig (1) jogos (38) kde (1) kernel (138) lançamento (64) leis (1) LFCS (1) libs (2) licenças (8) Linus (16) linus torvalds (2) Linux (194) linux foundation (3) linux para leigos (1) live (5) LPI (8) LTS (1) Mac (1) machine learning (1) matemática (9) mesa redonda (27) microcontroladores (1) microsoft (6) microst (1) muito além do GNU (167) musl (3) não viva de boatos (9) navegadores (5) NetBSD (7) newlib (1) nim (1) nintendo (1) novatec (17) novidades (1) nuvem (1) o meu ambiente de trabalho (3) off-topic (12) open source (84) OpenBSD (7) OpenShift (1) oracle (1) os vários sabores de Linux (44) padrim (2) palestras e eventos (5) partições (6) pentest (8) performance (1) pipewire (1) plan9 (1) playstation (1) processadores (30) professor Augusto Manzano (11) Programação (64) promoção (1) propagandas com Linux (8) ps4 (1) real-time. (1) Red Hat (23) redes (4) resenha nerd (4) Resumo da Semana do Dlins (2) resumo do Tux (19) retrospectiva Linux (1) risc-V (14) RISCV (13) rtos (1) runlevel (2) rust (12) segurança digital (24) servidor web (2) servidores (3) shell (9) shell script (8) sistema operacional (25) skarnet (1) smartphones (3) Software livre e de código aberto (151) sorteio (3) Steam (10) Steam no Linux (8) supercomputadores (4) suse (6) systemd (8) terminal (89) terminal de comandos (18) toca do tux (1) toybox (27) tutorial (6) Tux (3) unboxing (7) UNIX (17) UNIX Toolbox (14) vartroy (1) vga (1) virtualização (2) vulnerabilidade (6) wayland (5) web (1) whatsapp (1) whitehat (1) Windows Subsystem for Linux (2) wine (14) WoT (1) yash (1) ZFS (15) zsh (3)