Projetos de Automação Residencial com ESP8266

Projetos de Automação Residencial com ESP8266 Aproveite a potência deste minúsculo chip Wi-Fi para construir incríveis projetos de casas inteligentes

Projetos de Automação Residencial com ESP8266


O ESP8266 é um poderoso chip Wi-Fi de baixo custo que está se tornando uma opção popular para construir dispositivos interconectados automatizados para uma vida melhor. Com este livro você aprenderá a criar e programar projetos de automação residencial usando o chip Wi-Fi ESP8266. Saberá como construir um termostato para medir e ajustar a temperatura, e como construir um sistema de segurança usando o ESP8266.

 Além disso, aprenderá como projetar do zero um sistema completo de automação residencial, que permitirá enviar os valores de seus módulos ESP8266 para sua nuvem privada para monitorar seus aplicativos.

 Ao final do livro, você entenderá como controlar e monitorar completamente sua casa a partir da nuvem e de um aplicativo móvel. Também estará familiarizado com os recursos do ESP8266 e terá projetado com sucesso um sistema de automação residencial completo e pronto para comercialização.

Você aprenderá a:
  • Instalar e configurar um servidor MQTT;
  • Usar o recurso de conectividade Wi-Fi para controlar aparelhos remotamente;
  • Projetar um termostato usando o ESP8266 para medir e ajustar a temperatura de sua casa;
  • Controlar e monitorar sua casa a partir da nuvem usando módulos ESP8266;
  • Transmitir dados em tempo real do ESP8266 para um servidor por meio de WebSockets;
  • Criar um aplicativo móvel Android para seu projeto.

SOBRE O AUTOR

 Catalin Batrinu formou-se em Eletrônica, Telecomunicações e Tecnologia da Informação pela Universidade Politécnica de Bucareste trabalhando há 16 anos como desenvolvedor de software na área de telecomunicações. Trabalhou com antigos protocolos e com os mais recentes protocolos e tecnologias de rede, vivenciando assim todas as recentes transformações na indústria de telecomunicações.

 Também implementou muitos protocolos de telecomunicações, desde adaptações de acesso e switches de backbone até switches de alta capacidade e categoria de operadora em várias plataformas de hardware da Wintegra e da Broadcom.

 A Internet das Coisas foi uma evolução natural para ele, que atualmente colabora com diferentes empresas para construir o mundo do amanhã, tornando nossa vida mais confortável e segura. Usando o ESP8266, ele prototipou dispositivos como controladores de irrigação, tomadas inteligentes, persianas, controles de iluminação digitalmente endereçáveis e controles de ambiente, todos controlados diretamente de um aplicativo móvel via nuvem.

 Até mesmo um broker MQTT com bridging e um servidor WebSockets foram desenvolvidos para o ESP8266. Em breve esses dispositivos farão parte de nossa vida cotidiana e todos desfrutaremos de suas funcionalidades.


Comente com o Facebook:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Viu algum erro e quer compartilhar seu conhecimento? então comente aí.

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

Marcadores

A pior história sobre Linux que já ouvi (5) A.I (2) ambiente gráfico (19) AMD (14) analise (10) Andriod (16) android (7) Apple (1) arm (5) artigo (5) aws (1) bc (23) benchmark (6) BetrFS (1) blackhat (1) BSDs (30) btrfs (32) bugs (2) Caixa de Ferramentas do UNIX (19) canto do Diego Lins (2) certificações Linux (7) Código Fonte (54) comandos (32) comp (1) compressores (6) container (7) CPU (19) cracker (1) criptografia (5) crowdfunding (9) cursos (24) daemons (13) Debian (31) desempenho (1) desenvolvimento (93) desktop (19) DevOps (3) DevSecOps (4) dic (1) Dica de leitura (91) dica DLins (2) dicas do Flávio (27) Dicas TechWarn (1) diet libc (3) diocast (1) dioliunx (3) distribuições Linux (14) Docker (12) DragonflyBSD (22) driver (1) dropbear (3) ead Diolinux (2) edição de vídeo (5) embarcados (1) EMMI Linux (4) emuladores (9) endless (5) English interview (3) Enless OS (2) entrevista (17) espaço aberto (82) evento (6) facebook (1) Fedora (11) filesystem (82) financiamento coletivo (2) fork (4) fox n forests (4) FreeBSD (20) Funtoo Linux (13) games (94) gerenciadores de pacotes (4) glaucus (4) GOG (3) google (9) gpu (3) hacker (2) hardware (104) hash (1) helenos (3) I.A (1) init system (12) Intel (15) inteligencia artificial (2) IoT (1) ispconfig (1) jogos (38) kde (1) kernel (138) lançamento (64) leis (1) LFCS (1) libs (2) licenças (8) Linus (16) linus torvalds (2) Linux (194) linux foundation (3) linux para leigos (1) live (5) LPI (8) LTS (1) Mac (1) machine learning (1) matemática (9) mesa redonda (27) microcontroladores (1) microsoft (6) microst (1) muito além do GNU (169) musl (3) não viva de boatos (9) navegadores (5) NetBSD (7) newlib (1) nim (1) nintendo (1) novatec (17) novidades (1) nuvem (1) o meu ambiente de trabalho (3) off-topic (12) open source (84) OpenBSD (7) OpenShift (1) oracle (1) os vários sabores de Linux (44) padrim (2) palestras e eventos (5) partições (6) pentest (8) performance (1) pipewire (1) plan9 (1) playstation (1) processadores (30) professor Augusto Manzano (11) Programação (64) promoção (1) propagandas com Linux (8) ps4 (1) real-time. (1) Red Hat (23) redes (4) resenha nerd (4) Resumo da Semana do Dlins (2) resumo do Tux (19) retrospectiva Linux (1) risc-V (14) RISCV (13) rtos (1) runlevel (2) rust (13) segurança digital (24) servidor web (2) servidores (3) shell (9) shell script (8) sistema operacional (25) skarnet (2) smartphones (3) Software livre e de código aberto (151) sorteio (3) Steam (10) Steam no Linux (8) supercomputadores (4) suse (6) systemd (8) terminal (89) terminal de comandos (18) toca do tux (1) toybox (27) tutorial (6) Tux (3) unboxing (7) UNIX (17) UNIX Toolbox (14) vartroy (1) vga (1) virtualização (2) vulnerabilidade (6) wayland (5) web (1) whatsapp (1) whitehat (1) Windows Subsystem for Linux (2) wine (14) WoT (1) yash (1) ZFS (15) zsh (3)