Anunciado o fim do Project Trident

PROJECT TRIDENT SUNSET

 Project Trident iniciou em 2018 como uma distribuição para desktop baseado no TrueOS. Com o fim do TrueOS, dois membros adotaram porções do seu desktop e reconstruíram a distribuição e em 2019 anunciaram que iam abandonar a base do TruOS/FreeBSD e iam basear no Void Linux. A transição foi concluída em Fevereiro de 2020.

 Alguns dos principais recursos do Project Trident era a interface Lumina como ambiente gráfico padrão, o ZFS como sistema de arquivos padrão, criptografia para todos os dados, facilidade de uso e muito mais.

Ambiente gráfico Lumina

Lightweight Desktop Environment

 Infelizmente, o projeto anunciou o seu fim no dia 29 de Outubro devido a pandemia. Não está descrito exatamente assim, mas a informação do anuncio de seu fim deixa isso muito claro.
"Com as mudanças e eventos nos últimos dois anos na vida, trabalhos, família e etc; nossas prioridades individuais tem mudado também."

Comente com o Facebook:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Viu algum erro e quer compartilhar seu conhecimento? então comente aí.

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

Marcadores

A pior história sobre Linux que já ouvi (5) A.I (1) ambiente gráfico (19) AMD (14) analise (10) Andriod (16) android (7) Apple (1) arm (4) artigo (5) aws (1) bc (23) benchmark (6) BetrFS (1) blackhat (1) BSDs (29) btrfs (32) bugs (2) Caixa de Ferramentas do UNIX (19) canto do Diego Lins (2) certificações Linux (7) Código Fonte (54) comandos (30) comp (1) compressores (5) container (7) CPU (19) cracker (1) criptografia (5) crowdfunding (9) cursos (24) daemons (13) Debian (31) desempenho (1) desenvolvimento (90) desktop (19) DevOps (3) DevSecOps (4) dic (1) Dica de leitura (90) dica DLins (2) dicas do Flávio (27) Dicas TechWarn (1) diet libc (3) diocast (1) dioliunx (3) distribuições Linux (14) Docker (12) DragonflyBSD (22) driver (1) ead Diolinux (2) edição de vídeo (5) embarcados (1) EMMI Linux (4) emuladores (9) endless (5) English interview (3) Enless OS (2) entrevista (17) espaço aberto (82) evento (6) facebook (1) Fedora (10) filesystem (82) financiamento coletivo (2) fork (4) fox n forests (4) FreeBSD (20) Funtoo Linux (13) games (93) gerenciadores de pacotes (4) glaucus (2) GOG (3) google (8) gpu (3) hacker (2) hardware (104) hash (1) helenos (3) I.A (1) init system (10) Intel (15) inteligencia artificial (1) IoT (1) ispconfig (1) jogos (37) kde (1) kernel (138) lançamento (64) leis (1) LFCS (1) libs (2) licenças (8) Linus (16) linus torvalds (2) Linux (194) linux foundation (3) linux para leigos (1) live (5) LPI (8) LTS (1) Mac (1) machine learning (1) matemática (9) mesa redonda (27) microcontroladores (1) microsoft (6) microst (1) muito além do GNU (159) musl (2) não viva de boatos (9) navegadores (5) NetBSD (7) newlib (1) nim (1) nintendo (1) novatec (17) novidades (1) nuvem (1) o meu ambiente de trabalho (3) off-topic (12) open source (84) OpenBSD (6) OpenShift (1) os vários sabores de Linux (42) padrim (2) palestras e eventos (5) partições (6) pentest (8) performance (1) pipewire (1) plan9 (1) playstation (1) processadores (30) professor Augusto Manzano (11) Programação (64) promoção (1) propagandas com Linux (8) ps4 (1) real-time. (1) Red Hat (22) redes (4) resenha nerd (4) Resumo da Semana do Dlins (2) resumo do Tux (19) retrospectiva Linux (1) risc-V (14) RISCV (13) rtos (1) runlevel (2) rust (12) segurança digital (24) servidores (1) shell (7) shell script (6) sistema operacional (25) smartphones (3) Software livre e de código aberto (151) sorteio (3) Steam (10) Steam no Linux (8) supercomputadores (4) suse (5) systemd (7) terminal (87) terminal de comandos (16) toca do tux (1) toybox (26) tutorial (6) Tux (3) unboxing (7) UNIX (17) UNIX Toolbox (14) vartroy (1) vga (1) virtualização (2) vulnerabilidade (6) wayland (5) whatsapp (1) whitehat (1) Windows Subsystem for Linux (2) wine (14) WoT (1) ZFS (15) zsh (3)