Red Hat colabora com a Microsoft no desenvolvimento do KEDA

Red Hat colabora com a Microsoft no desenvolvimento do KEDA
Red Hat colabora com a Microsoft no desenvolvimento do KEDA
 Antes de começar o artigo, já quero avisar que não quero saber de argumentos do tipo "A Red Hat está traindo o movimento do software livre", "A Red Hat é traiçoeira e oportunista". Aqui eu não trato de software livre ou de filosofia, eu trato de tecnologia. Se você quiser aprender Linux de verdade, aqui é o ponto.

 Agora, indo a o que interessa Keda (Kubernetes-based event-driven autoscaling) é uma ferramenta baseada no Kubernetes servindo como servidor de métricas e permitindo os usuários definir regras de auto-escalonamento.
CLIQUE AQUI E VENHA APRENDER LINUX COMIGO EM SUA ESSÊNCIA E TORNE-SE UM VERDADEIRO PROFISSIONAL. CLIQUE AQUI E VENHA APRENDER LINUX COMIGO EM SUA ESSÊNCIA E TORNE-SE UM VERDADEIRO PROFISSIONAL.
CLIQUE AQUI E VENHA APRENDER LINUX COMIGO EM SUA ESSÊNCIA E TORNE-SE UM VERDADEIRO PROFISSIONAL.
 A Red Hat está contribuindo via upstream e trazendo sua utilidade aos clientes utilizando enterprise Kubernetes e containers com a Red Hat OpenShift Container Platform. o Keda permite que as funcionalidades do Azure rodem tranquilamente no Red Hat OpenShift Container Platform em developer preview projetado para se comportar do mesmo modo quando é executado no Azure como um serviço gerenciado, mas agora rodando em qualquer lugar que rode o Openshift.

O keda pode ser baixado via github clicando aqui e está sob licença MIT.

Comente com o Facebook:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Marcadores

A pior história sobre Linux que já ouvi (5) A.I (1) ambiente gráfico (13) AMD (13) analise (8) Andriod (8) artigo (5) benchmark (1) BSDs (14) btrfs (8) Caixa de Ferramentas do UNIX (21) canto do Diego Lins (2) certificações Linux (7) Código Fonte (53) comandos (16) comp (1) compressores (5) container (2) CPU (12) criptografia (2) crowdfunding (9) cursos (18) daemons (13) Debian (30) desenvolvimento (52) desktop (14) DevOps (1) DevSecOps (1) dic (1) Dica de leitura (49) dica DLins (2) dicas do Flávio (27) diocast (1) dioliunx (3) distribuições Linux (11) Docker (16) DragonflyBSD (9) ead Diolinux (2) edição de vídeo (4) EMMI Linux (4) emuladores (4) endless (5) English interview (2) Enless OS (2) entrevista (16) espaço aberto (87) evento (3) facebook (1) filesystem (54) financiamento coletivo (2) fork (2) fox n forests (4) FreeBSD (9) Funtoo Linux (13) games (87) gerenciadores de pacotes (1) GOG (3) google (8) gpu (1) hardware (94) I.A (1) init system (7) Intel (14) IoT (1) ispconfig (1) jogos (31) kernel (114) lançamento (32) leis (1) LFCS (1) licenças (7) Linus (14) Linux (194) linux foundation (3) linux para leigos (1) live (4) LPI (10) LTS (1) machine learning (1) mesa redonda (28) microst (1) muito além do GNU (106) não viva de boatos (10) navegadores (2) NetBSD (3) novatec (17) o meu ambiente de trabalho (3) off-topic (14) open source (76) OpenBSD (3) OpenShift (1) os vários sabores de Linux (33) padrim (2) palestras e eventos (2) partições (6) pentest (6) processadores (20) professor Augusto Manzano (11) Programação (38) propagandas com Linux (8) Red Hat (10) redes (2) resenha nerd (4) Resumo da Semana do Dlins (2) resumo do Tux (23) retrospectiva Linux (1) runlevel (2) segurança digital (13) servidores (1) sistema operacional (13) Software livre e de código aberto (150) sorteio (3) Steam (8) Steam no Linux (6) supercomputadores (3) suse (3) systemd (8) terminal (71) toca do tux (1) toybox (12) tutorial (2) Tux (2) unboxing (7) UNIX (16) UNIX Toolbox (15) vartroy (1) vga (1) vulnerabilidade (3) wayland (1) whatsapp (1) Windows Subsystem for Linux (1) wine (11) WoT (1) ZFS (4)