Quem planta gambiarras, colhe bugs. Será mesmo?


 Esses dias eu postei a imagem que vocês estão vendo nesse post. Essa imagem me chamou a atenção pelo o que é dito nela e particularmente eu a considero mal explorada. Até achei interessante e realmente em um certo aspecto, ela faz sentido. Porém, por outro lado, a considero mal explorada.

 Se levarmos a consideração a história de várias tecnologias, muitas delas era pura gambiarras, mas que eram (ou até são) a solução de paliativa para problemas ainda não solucionados.
 Querem um exemplo disso? É a partição estendida e as partições lógicas. Elas foram criadas devido a limitação da quantidade de partições primárias (que temos o total máximo de quatro partições primárias em HDs com bloco MBR. Em HDs com GPT, a história já muda). Quando o layout de partições primárias no X86 foram projetadas, não se tinha ideia de que poderíamos precisar de mais do que isso e acharam que quatro era o suficiente e o tempo provou que isso não era verdade. Qual a solução então? Criaram a partição estendida onde dentro da estendida, podemos criar mais partições lógicas que (reza a lenda que infinitamente a quantidade de partições por disco). Na prática, conseguiram provar mais ou menos umas 63 partições lógicas por disco.

 O IPV4 ao longo do tempo se tornou também uma grande gambiarra.
 Bom, fora isso, existem bugs que se tornaram recursos também. Existe até um termo que diz:
 Quando é encontrado uma função útil para um um bug, ele não é um bug, ele é um recurso.

 Uma prova disso é o jogo Killer Instinct. Quando criaram a sequencia de golpes nesse jogo, era o seu diferencial; até que descobriram um bug no jogo. O bug se tratava de que o oponente que estava sendo atacado conseguia cortar essa sequencia. O pessoal de desenvolvimento achou isso tão da hora que manteve esse bug no jogo e assim nascia o Combo Breaker:

combo-breaker
Combo Breaker
 Já houveram vários outros bugs que se tornaram recursos a favor de desenvolvedores como no no chip TIA do Atari que permitia multiplicar objetos nos jogos e assim conseguiram trazer Space invaders para o Atari e vários outros jogos.

h-strobe
Técnica H-strobe utilizada no Chip TIA  para multiplicar oponentes devido a um bug.
 Bom, é isso, quis compartilhar essa ideia com vocês para divulgar conhecimento. Espero que tenham gostado. Se conhecem algum bug que se tornou algum recurso, deixe nos comentários e compartilhe conhecimento também. Um forte abraço e até terça feira com novo vídeo no canal. Até lá, deixe esse vídeo para vocês:

Sou analista (bilíngue) de microinformática, professor de inglês, tradutor e interprete.

 Sou também redator no blog Diolinux e um dos tradutores da distribuição Funtoo. Já fiz parte da distribuição IPFire por um tempo também, uma distribuição que gosto muito na parte de administrar o servidor por uma interface web.
 Possuo um manual chamado Caixa de Ferramentas do UNIX traduzido por mim e revisado por mais amigos que abrange tanto Linux (dentre algumas distribuições) quanto Solaris, BSDs, Mac OS X e em alguns momentos o Windows (devido a integração cliente servidor).
 Recentemente estou trabalhando em um manual de migração para Linux.

Compartilhe isso

Leia outros posts

Próximo post
« Próximo post
Post Anterior
Próximo Post »

Compre na imago brinquedos

Compre na imago brinquedos
Utilize o cupom de desconto TOCADOTUX e ecnomize 5% na sua compra