50 lugares que Linux está rodando (e você talvez nem faz ideia) - Quarta parte

Usuários Educacionais de Linux

Instituições educacionais, assim como negócios e governos, tem cada vez mais decidido rodar Linux em servidores e desktops por seu benefício de ser open-source  e de custo. Essas instituições variam de escolas públicas (elementar, ensino médio e segundo grau) à faculdades e escolas de pós graduação. abaixo estão várias de muitos estabelecimentos educacionais proeminentes a terem migrados de Microsoft Windows para Linux.

Escolas Russas

escolas-russas
Escolas russas

Em 2.007, a nação da Russia anunciou que todas as suas escolas começariam a rodas Linux. Uma reportagem da BBC na matéria postada que as "Escolas da Russia formalmente tenderam rodar cópias ilegais do sistema operacional Windows" , mas desde isso a Russia se uniu ao WTO, que não é mais aceita prática, ao invés de comprar licenças para todo software que tinha sido pirateado, a Russia adotou ir adiante com o Linux . Quanto a admitir que muitos professores e alunos não tinham experiencia com Linux, os oficiais de educação da Russia mesmo assim sentiram que a transição iria bem e que o software adequaria aos propósitos das escolas.

Universidades da Alemanha

universidades-da-alemanha
Universidades da Alemanha

 ComputerWeekly.com reportou em Agosto de 2.007 que "em torno de 560.000 estudantes alemães mais milhares de de equipes em 33 universidades alemãs agora terão suporte ao sistema operacional Linux da Novell". SuSe Linux Enterprise Desktop foi a distribuição específica escolhida, evidentemente por "arquitetura de TI mais flexível " que ela provê "quando comparada a outro software proprietário."

As Filipinas

as-filipinas
As Filipinas

A migração para Linux é dita estar "forjando uma revolução educacional" nas Filipinas, de acordo com a ComputerWorld. Assim como eles explicam, "depois da concessão do governo de uma implantação bem sucedida de 13.000 sistemas com Fedora Linux, os planos estão a caminho para rodar outras 10.000 baseadas em Ubuntu" nesse país. Aparentemente, Linux alcançou popularidade por causa de seus custos mais baixos de instalação e manutenção nas Filipinas no despertar da crise financeira asiática de 1997.

Georgia

Georgia
Georgia
O estado da Geórgia "começou a rodar Linux em todos os computadores e thin clients LTSP de suas escolas, utilizando especificamente Kubuntu, Ubuntu e distros baseado na linhagem Fedora" de volta a 2.004, de acordo com a Wikipedia adicionando a Georgia a lista de crescimento de países menos desenvolvidos que adotaram o uso de Linux por razões de custo versus pagar por taxas caras de licenças do Microsoft Windows.

Comente com o Facebook:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Marcadores

A pior história sobre Linux que já ouvi (4) A.I (1) ambiente gráfico (13) AMD (13) analise (8) Andriod (6) artigo (5) benchmark (1) BSDs (12) btrfs (6) Caixa de Ferramentas do UNIX (21) canto do Diego Lins (2) certificações Linux (7) Código Fonte (53) comandos (15) comp (1) compressores (5) container (1) CPU (12) criptografia (1) crowdfunding (9) cursos (18) daemons (13) Debian (30) desenvolvimento (47) desktop (13) DevOps (1) DevSecOps (1) dic (1) Dica de leitura (48) dica DLins (2) dicas do Flávio (27) diocast (1) dioliunx (3) distribuições Linux (11) Docker (15) DragonflyBSD (6) ead Diolinux (2) edição de vídeo (4) EMMI Linux (4) emuladores (3) endless (5) English interview (2) Enless OS (2) entrevista (16) espaço aberto (87) evento (3) facebook (1) filesystem (50) financiamento coletivo (2) fork (2) fox n forests (4) FreeBSD (8) Funtoo Linux (13) games (85) GOG (3) google (8) gpu (1) hardware (93) I.A (1) init system (6) Intel (14) IoT (1) ispconfig (1) jogos (28) kernel (111) lançamento (29) leis (1) LFCS (1) licenças (7) Linus (14) Linux (193) linux foundation (3) linux para leigos (1) live (4) LPI (10) LTS (1) machine learning (1) mesa redonda (28) microst (1) muito além do GNU (100) não viva de boatos (10) navegadores (2) NetBSD (2) novatec (17) o meu ambiente de trabalho (3) off-topic (14) open source (76) OpenBSD (2) OpenShift (1) os vários sabores de Linux (32) padrim (2) palestras e eventos (2) partições (6) pentest (6) processadores (20) professor Augusto Manzano (11) Programação (34) propagandas com Linux (8) Red Hat (10) redes (2) resenha nerd (4) Resumo da Semana do Dlins (2) resumo do Tux (23) retrospectiva Linux (1) runlevel (2) segurança digital (12) servidores (1) sistema operacional (12) Software livre e de código aberto (150) sorteio (3) Steam (8) Steam no Linux (6) supercomputadores (2) suse (3) systemd (7) terminal (70) toca do tux (1) toybox (12) tutorial (2) Tux (2) unboxing (7) UNIX (16) UNIX Toolbox (15) vartroy (1) vga (1) vulnerabilidade (3) wayland (1) whatsapp (1) Windows Subsystem for Linux (1) wine (11) WoT (1) ZFS (3)