O que eu acho do Ntfs?

 O ntfs é sistema de arquivos que surgiu no windowsNT (que é a base de todas as versões de windows hoje). Algumas semanas atrás eu publiquei um vídeo onde respondo a minha o opinião sobre o Ntfs e para desmistificar melhor sobre o assunto que agora escrevo esse artigo.

O que eu acho do Ntfs?

 Bom, muitos devem ter pensado que a intenção era simplesmente falar mal do Ntfs pelo simples fato de ser do Windows. Muitos devem ter pensado:
"Ntfs é ruim porque é da Microsoft (e não vamos utiliza-lo por essa mesma razão)!"

 Confiram o vídeo:



 Não, mantenhamos a calma, sejamos flexíveis à situação e ambiente. Ok? Talvez seja necessário utiliza-lo. Minha intenção não é difamar a Microsoft. É tudo uma questão de meritocracia: Se ela fizer um filesystem bom para ser utilizado, ela merece credito por isso; se fez o contrario, seus usuário tem direito de criticar (afinal, é através de aceitar criticas que as melhorias acontecem).

 O motivo de eu não gostar do Ntfs foi por uma questão de analise. Não só o Ntfs precisa ser melhorado, como também o HFS (Apple, fica a dica aí).

 O Ntfs tem as suas vantagens e desvantagens. As vantagens é que ele possui suporte a journalling (o que o FAT e o ExFAT não possuem), suporte a arquivos maiores que 4.2GB (na época do FAT, a Microsoft não tinha ideia de que os arquivos chegariam a ser maiores do que 4.2GB e por isso não se prepararam para o futuro), criptografia a compactação, suporte a rede por padrão (uma copia do que o NFS é, mas está valendo; já não é o primeiro recurso que a Microsoft copia do Linux e em partes vejo isso como uma coisa boa), tamanho máximo de volume de armazenamento de 16 exabytes [difícil ter certeza disso, mas ao menos trabalharam para que o Ntfs tenha esse suporte que, diferente do FAT, que é de no máximo 4TBs (essa era mais uma coisa que a Microsoft não estava preparada para o futuro)].

 Por outro lado o Ntfs precisa ser aprimorado  na parte de I/O, tempo de gravação, desempenho, manter arquivos desfragmentados (isso leva o tempo de vida util do dispositivo de armazenamento ser reduzido) e sincronia de arquivos. Esses são problemas que demandariam muito tempo para solucionar, o que me leva a pensar que talvez seria mais interessante construir algo novo do zero do que consertar o que ja existe (assim como aconteceu com o Mac OS no passado).

 Para isso, selecionei esse programa interessante pra caramba para a galera testar. É um programa que permite ao windows salvar arquivos no em dispositivos formatados com ext2/3/4
http://www.ext2fsd.com/
 Vai que a Microsoft adota, né. Satya Nadella está sempre nos surpreendendo com suas mudanças.

 Basicamente é esse programa que está sendo incorporado ao ReactOS (desde que o Ntfs não pode ser incorporado ao ReactOS por questões de licença).

 Por fim, esse artigo não foi escrito para atacar a ninguém que usa o Windows. Acho ridículo quem age desta forma. Minha ideia aqui é mostrar analise (que é o que eu gosto de fazer).

Comente com o Facebook:

3 comentários:

  1. Faltou linkar o programa que você se refere. rsrsrs

    No mais, nem temos muito o que falar do NTFS, fora isso, visto que não possuímos acesso ao código fonte do mesmo.

    Ela tem o ReFS, mas não sei se tão cedo adotará como padrão e nem tão pouco sabemos muita coisa a respeito.

    ResponderExcluir
  2. Gostei.
    E falando de sistema de arquivo tem um vídeo do canal tocadotux produzido pelo mesmo que complementa muito bem o assunto.

    ResponderExcluir
  3. Excelente vídeo que vale a pena ver de novo

    ResponderExcluir

Deixe seu Comentário

Marcadores

A pior história sobre Linux que já ouvi (3) ambiente gráfico (11) AMD (13) analise (8) Andriod (6) artigo (5) benchmark (1) BSDs (12) btrfs (6) Caixa de Ferramentas do UNIX (21) canto do Diego Lins (2) certificações Linux (7) Código Fonte (53) comandos (13) comp (1) compressores (5) container (1) CPU (12) criptografia (1) crowdfunding (9) cursos (18) daemons (13) Debian (30) desenvolvimento (44) desktop (13) DevOps (1) DevSecOps (1) dic (1) Dica de leitura (44) dica DLins (2) dicas do Flávio (27) diocast (1) dioliunx (3) distribuições Linux (11) Docker (15) DragonflyBSD (5) ead Diolinux (2) edição de vídeo (4) EMMI Linux (4) emuladores (2) endless (5) English interview (2) Enless OS (2) entrevista (16) espaço aberto (87) evento (3) facebook (1) filesystem (47) financiamento coletivo (2) fork (2) fox n forests (4) FreeBSD (8) Funtoo Linux (13) games (84) GOG (3) google (8) gpu (1) hardware (92) init system (6) Intel (14) IoT (1) ispconfig (1) jogos (27) kernel (110) lançamento (22) leis (1) LFCS (1) licenças (6) Linus (14) Linux (193) linux foundation (3) linux para leigos (1) live (4) LPI (10) LTS (1) mesa redonda (28) microst (1) muito além do GNU (93) não viva de boatos (9) navegadores (2) NetBSD (2) novatec (16) o meu ambiente de trabalho (3) off-topic (14) open source (76) OpenBSD (2) OpenShift (1) os vários sabores de Linux (29) padrim (2) palestras e eventos (2) partições (6) pentest (6) processadores (19) professor Augusto Manzano (9) Programação (30) propagandas com Linux (8) Red Hat (10) redes (2) resenha nerd (4) Resumo da Semana do Dlins (2) resumo do Tux (23) retrospectiva Linux (1) runlevel (2) segurança digital (12) servidores (1) sistema operacional (10) Software livre e de código aberto (149) sorteio (3) Steam (8) Steam no Linux (6) supercomputadores (1) suse (3) systemd (7) terminal (68) toca do tux (1) toybox (10) tutorial (2) Tux (2) unboxing (7) UNIX (16) UNIX Toolbox (15) vartroy (1) vga (1) vulnerabilidade (3) whatsapp (1) Windows Subsystem for Linux (1) wine (11) WoT (1) ZFS (2)