OpenZFS abandona o termo slave em seu código

OpenZFS abandona o termo slave em seu código
OpenZFS abandona o termo slave em seu código
 Na Quarta Feira (dia 10 de Junho) o desenvolvedor Matthew Ahrens da ZFS founding enviou  a pull request para o git do projeto OpenZFS. Não se trata de um bugfix ou adição de novos recursos e sim um cleanup alterando o termo "slave" para "dependents" de todo o código do OpenZFS.

 Na request, Matthew explica que sua motivação é que o efeito horrível da escravidão humana continua a afetar a sociedade e que o termo "slave" na computação é uma referencia desnecessária para uma dolorosa experiencia humana.

Pull Request de Matthew Ahrens
Pull Request de Matthew Ahrens
 A pull requeste foi aceita e a partir de agora iremos passar a utilizar o termo deps no ZFS. Então, fica a dica para irem se adaptando ao novo termo; não é algo que vai impactar no trabalho de ninguém, não é algo que necessite toda uma curva de aprendizado, é simplesmente uma mudança de termo.

 Esse já não é o primeiro caso que vemos acontecer no mundo de software que há a iniciativa de adotar um novo termo devido o anterior ser ofensivo. Pouco antes do escândalo em que Stallman se envolveu, um grupo resolveu criar um fork do editor de imagens Gimp pelo mesmo motivo. O fork recebeu o nome de Glimpse (vislumbre) já que o nome Gimp pode referir-se a vários termos ofensivos de acordo com o site Merriam.

Site oficial do editor de imagem Glimpse
Site oficial do editor de imagem Glimpse
 Será que o Bash não vai entrar na mesma onda? Há pouco tempo anarquistas apareceram segurando placas com a frase "IT TAKES A BULLET TO BASH A FASH" (é necessário uma bala para esmagar um arrogante). Em inglês, o termo bash tem os significados pancada, bater, xingar, esmagar, surrar.

 OK, podemos até afirmar que no caso terminal, Bash é o acrônimo de Born Again Shell fazendo referencia e homenagem ao terminal Born Shell e não tem nenhuma intenção de expressar nenhumas das palavras quemencionei. Sim, é verdade, mas o Gimp também não pois seu nome é a abreviação de GNU Image Manipulation Program e que anteriormente (antes de integrar o projeto GNU) era General Image Manipulation Program e mesmo assim resultou em um fork.
CLIQUE AQUI, VENHA APRENDER LINUX COMIGO E TORNE-SE UM VERDADEIRO PROFISSIONAL.
CLIQUE AQUI, VENHA APRENDER LINUX COMIGO E TORNE-SE UM VERDADEIRO PROFISSIONAL.

Comente com o Facebook:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Marcadores

A pior história sobre Linux que já ouvi (5) A.I (1) ambiente gráfico (15) AMD (13) analise (9) Andriod (8) artigo (5) benchmark (3) BSDs (19) btrfs (10) Caixa de Ferramentas do UNIX (19) canto do Diego Lins (2) certificações Linux (6) Código Fonte (50) comandos (16) comp (1) compressores (4) container (1) CPU (15) criptografia (2) crowdfunding (9) cursos (19) daemons (13) Debian (29) desenvolvimento (53) desktop (16) DevOps (1) DevSecOps (1) dic (1) Dica de leitura (49) dica DLins (2) dicas do Flávio (27) diocast (1) dioliunx (3) distribuições Linux (12) Docker (7) DragonflyBSD (13) ead Diolinux (2) edição de vídeo (4) EMMI Linux (4) emuladores (5) endless (5) English interview (2) Enless OS (2) entrevista (16) espaço aberto (83) evento (4) facebook (1) Fedora (4) filesystem (56) financiamento coletivo (2) fork (3) fox n forests (4) FreeBSD (11) Funtoo Linux (13) games (87) gerenciadores de pacotes (2) GOG (3) google (8) gpu (2) hardware (96) I.A (1) init system (7) Intel (14) IoT (1) ispconfig (1) jogos (33) kernel (114) lançamento (39) leis (1) LFCS (1) licenças (7) Linus (15) linus torvalds (1) Linux (188) linux foundation (3) linux para leigos (1) live (4) LPI (8) LTS (1) machine learning (1) meetup (1) mesa redonda (27) microsoft (3) microst (1) muito além do GNU (115) não viva de boatos (9) navegadores (2) NetBSD (3) novatec (17) o meu ambiente de trabalho (3) off-topic (12) open source (78) OpenBSD (3) OpenShift (1) os vários sabores de Linux (36) padrim (2) palestras e eventos (3) partições (6) pentest (6) processadores (23) professor Augusto Manzano (11) Programação (40) propagandas com Linux (8) Red Hat (13) redes (2) resenha nerd (4) Resumo da Semana do Dlins (2) resumo do Tux (19) retrospectiva Linux (1) runlevel (2) Secomp (1) segurança digital (13) servidores (1) shell (1) sistema operacional (18) Software livre e de código aberto (147) sorteio (3) Steam (8) Steam no Linux (6) supercomputadores (3) suse (3) systemd (7) terminal (73) toca do tux (1) toybox (14) tutorial (5) Tux (3) unboxing (7) UNIX (15) UNIX Toolbox (14) vartroy (1) vga (1) vulnerabilidade (3) wayland (2) whatsapp (1) Windows Subsystem for Linux (1) wine (12) WoT (1) ZFS (7)